Integrantes do movimento hip hop discutem a estética da periferia

Com o tema A estética da periferia em movimento, o Encontro de Hip Hop – Conexão Paraná reúne na fronteira, artistas, produtores e demais praticantes da arte marginal, das cidades de Foz do Iguaçu, Curitiba e Londrina. O evento será realizado na sexta-feira e sábado, dias 19 e 20.

Serão desenvolvidas oficinas gratuitas, nos segmentos de Grafite, MC, DJ, B-Boy e Street Ball, que serão ministradas por arte-educadores de Londrina, que atuam no programa Rede da Cidadania, voltado a democratização da cultura e a promoção da cidadania naquela cidade. Para o encerramento das atividades, serão apresentados os trabalhos produzidos durante as oficinas e apresentação musicais.

Os organizadores do evento pretendem começar a dar forma a uma espécie de fórum, denominado Conexão Paraná, para ser um canal de articulação, interação e troca de experiência entre os integrantes do movimento hip hop no Estado, encurtando a distância entre a produção cultural das diferentes cidades.

Organização – O Encontro de Hip Hop – Conexão Paraná é uma iniciativa da Casa do Teatro, com o apoio da Secretaria de Cultura de Londrina, em parceria do Colégio Estadual Monsenhor Guilherme, UHURU, Banca CDR e da Associação Cultural Sociedade Alternativa (ACUSA).

A Conexão Paraná, como definem os coordenadores do encontro, terá como finalidade romper com a idéia que o hip hop é a arte do gueto, mas sim, um movimento de idéias, atitude e consciência sobre o significado da condição humana, da solidariedade e da paz.

Desde que surgiu nos finais da década de 1960, nos subúrbios de Nova York, EUA, o hip hop, vem se firmando como uma das manifestações mais rebeldes e questionadoras, com mensagens politizadas e que tem o panorama social como matéria prima.

No Brasil, esta cultura de rua constitui-se num dos movimentos culturais que mais crescem. Genuinamente a estética da periferia, a cultura hip hop é engrossada pela adesão de jovens de distintas classes sociais.

Numa tradução literal, HIP HOP significa movimentar os quadris (to hip, em inglês) e saltar (to hop).

O estilo artístico hip hop, engloba música (rap, de rhythm and poetry, ritmo e poesia), artes plásticas (grafite) e dança (break), que somam às mensagens sociais e políticas, repassadas pelos MC`s (master of ceremony, ou, no bom português, mestres de cerimônias), que cantam suas letras sobre uma base musical, formada apenas por instrumentos.

Outras informações: (45) 3572-1473 ou [email protected].

ENCONTRO DE HIP HOP – CONEXÃO PARANÁ 

PROGRAMAÇÃO

Dia 19 – sexta-feira
13h30 às 18h – Oficinas de Grafite, MC, DJ, B-Boy e Street Ball
Local: Colégio Monsenhor Guilherme
19h às 22h – Oficinas de Grafite, MC, DJ, B-Boy e Street Ball
Local: Colégio Monsenhor Guilherme
22h – Oficina Papo Alternativo, com Paulão Rock n´ Roll (produtor cultural em Londrina-PR)
Local: Associação Cultural Sociedade Alternativa

Dia 20 – sábado
9h às 12h – Oficinas de Grafite, MC, DJ, B-Boy e Street Ball
Local: Colégio Monsenhor Guilherme
15h – Articulação da Rede Conexão Paraná de Hip Hop
Local: Casa do Teatro
18h – Palco Atitude – Hip Hop e Consciência
Local Praça das Nações (Colégio Bartolomeu Mitre)

(Assessoria)

error: O conteúdo é de exclusividade do H2Foz.