Reforma em telhado de casa atribuída ao prefeito: vereadores derrubam simples pedido para ouvir assessor

Vereadores em pé votam pela rejeição do requerimento - Foto: Reprodução/Youtube
Siga a gente no

Mais notas do Blog da Redação: como votou cada edil; uma obra nos 108 anos de Foz; MPF contra fake news na eleição; pequenos geram 76% do emprego.

Por Alexandre Palmar e Paulo Bogler

Por maioria, a base de apoio da administração na Câmara de Vereadores rejeitou o Requerimento 797/2022, o qual previa ouvir um assessor sobre denúncia de eventual emprego de bens públicos na reforma do telhado de residência atribuída como moradia do prefeito Chico Brasileiro (PSD), em um condomínio fechado. O GAECO, do Ministério Público do Paraná, faz a apuração.

Sustenta a denúncia que o transporte das telhas seria feito por veículo da prefeitura. A mão de obra teria sido realizada por integrantes do Patronato de Foz do Iguaçu, programa público de reinserção social de egressos do sistema penitenciário. A acusação divulga nota fiscal de materiais, fotos e vídeo das atividades de reforma sendo executadas na residência.

Como votaram

Para barrar o requerimento, votaram os vereadores Adnan El Sayed, Alex Meyer, Anice, Dr. Freitas, Edivaldo Alcantara, Jairo Cardoso, Kalito Stoeckl, Protetora Carol e Rogério Quadros. Yasmin Hachem ausentou-se pouco antes da votação, retornado logo depois. Ney Patrício só vota para desempatar, e Maninho estava ausente da sessão. Pela aprovação, deram o voto os autores do pedido, Admilson Galhardo e Cabo Cassol, e João Morales.

Uma obra nos 108 anos de Foz

A administração municipal está econômica quanto à inauguração de obras, tão comuns em períodos comemorativos de aniversário das cidades. Em Foz do Iguaçu, um empreendimento está na agenda oficial para descerrar a faixa. Trata-se do Centro Municipal de Educação Infantil Professora Elaine Bernardes Ribeiro, no Jardim Buenos Aires, na região da Vila Carimã.

MPF contra fake news na eleição

O Ministério Público Federal (MPF) é parceiro da Justiça Eleitoral no combate à desinformação no processo eleitoral, por meio da Central Gralha Confere. A procuradoria acaba de renovar o termo de cooperação com o Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TJPR). Pelo serviço, qualquer pessoa pode fazer denúncia de fake news e outras irregularidades eleitorais. No WhatsApp, basta acessar (41) 98700-5100.

Pequenos geram 76% do emprego

As micros e pequenas empresas puxam criação de empregos formais em 2022, respondendo por 76% do total. Dos 700 mil postos criados no Brasil de janeiro a abril, 585 mil são oportunidades efetivadas em pequenos negócios.

É proibida a reprodução total ou parcial deste conteúdo sem prévia autorização do H2FOZ.

Blog da Redação

Blog da Redação é de responsabilidade dos jornalistas do Portal H2FOZ. Veja mais mais conteúdo do autor.

-->