Blog pelo Paraná – Ensino de qualidade, Força partidária e Dia das crianças

Coluna da Associação dos Jornais Diários do Interior do Paraná, sábado 08 de outubro de 2022.

Apoie! Siga-nos no Google News

Ensino de qualidade
O Paraná tem dez universidades na lista das melhores instituições de ensino superior da América Latina. Entre 98 instituições brasileiras, públicas e privadas, o QS Latin America University Rankings 2023 destaca as universidades estaduais de Maringá (UEM) e Londrina (UEL) classificadas nas posições 27 e 28, consolidadas no Top 30 nacional. Na sequência, as universidades estaduais de Ponta Grossa (UEPG), do Oeste do Paraná (Unioeste) e do Centro-Oeste (Unicentro) figuram nas posições 46, 60 e 73, respectivamente.

Instituições
Além das estaduais, também figuram no ranking a Universidade Federal do Paraná (UFPR), a Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Paraná (IFPR), a Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR) e a Universidade Positivo (UP).

Energia Solar
Segundo a Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar), o Brasil está em 4º lugar no ranking de países que mais acrescentaram capacidade solar fotovoltaica no mundo, no último ano. Entre os estados, o Paraná é o 5ª em potência instalada. A Região Sul do Brasil se destaca com todos os estados entre os 10 primeiros colocados, Rio Grande do Sul em 3º e Santa Catarina em 6º.

BRDE
O Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), acompanhando essa tendência, já investiu quase R$1 bilhão em projetos fotovoltaicos, de 2019 até o primeiro semestre deste ano. Só no Paraná, de 2019 até setembro deste ano foram R$334 milhões.

Secretaria da Mulher
O governador Ratinho Júnior (PSD) sinalizou que logo iniciará as alterações na estrutura do governo. E um dos principais pontos vai ser a criação da Secretaria Estadual da Mulher. A nova pasta, como se sabe, foi prometida pelo governador durante a campanha de reeleição, no 1º Encontro das Mulheres Políticas do Paraná, realizado em Maringá.  Ratinho Junior disse na ocasião que, apesar de ter feito um grande enxugamento da máquina pública, com redução de 28 para 15 secretarias, a criação de uma pasta dedicada às pautas femininas faz parte de um esforço para valorização do papel da mulher em todos os aspectos da sociedade.

Força partidária
Na correlação de forças entre os partidos paranaenses, quem se destacou foi o União Brasil. Além de conseguir manter as sete cadeiras que já dispunha na Assembleia Legislativa, o partido ainda conquistou a única vaga em disputa ao Senado. O União Brasil emerge das urnas como a segunda força partidária do Paraná. Na Assembleia, tem a segunda maior bancada, junto com a Federação PT/PV/PCdoB, com sete deputados estaduais. Para a Câmara Federal, o União elegeu quatro deputados federais.

Votos no Paraná
Em números absolutos, somados os desempenhos dos candidatos a deputado estadual, deputado federal e senador, o União recebeu mais de 3,3 milhões de votos em todo o Paraná, número bem superior ao 1,4 milhão de votos que a Federação Brasil da Esperança recebeu com a soma de três partidos. O União Brasil é também a maior força política da Câmara de Vereadores de Curitiba, com oito dos 38 parlamentares da capital.

Metaverso
A Prefeitura de Tibagi foi o primeiro órgão público municipal do Brasil a assinar um termo de convênio com o Sebrae para o desenvolvimento do Metaverso dentro do Município. “Sempre buscamos investir em inovação para transformar Tibagi. Ser o primeiro município do Brasil a propor essa nova tecnologia é um desafio, mas também é uma forma de provarmos nossa capacidade e competência para executá-lo”, garante o prefeito de Tibagi, Artur Butina.

Dia das crianças
Pesquisa contratada pela Federação das Associações Comerciais e Empresariais do Paraná (Faciap) aponta que 51% dos consumidores paranaenses pretendem presentear no Dia das Crianças, comemorado na próxima quarta-feira, dia 12 de outubro. De acordo com a pesquisa, o consumidor paranaense pretende gastar em média R$ 141,51 na compra do presente. Entre os segmentos mais citados estão brinquedos (76%), roupas (30%), livros (14%), calçados (11%), eletrônicos (8%), bicicletas (5%) e videogames (5%).

Contra a monkeypox
O Ministério da Saúde informou que recebeu o primeiro lote de vacinas contra a monkeypox, mais conhecida como varíola dos macacos, e que a remessa com 9,8 mil doses será utilizada em estudos para avaliar a efetividade do imunizante na população brasileira exposta à zoonose viral. O ministério adquiriu 50 mil doses da vacina contra a doença por meio de tratativas com a Organização Pan-Americana de Saúde (Opas) e a Organização Mundial da Saúde (OMS) e a previsão era de que a a primeira remessa chegasse ao país em setembro. Em agosto, foi lançada a Campanha Nacional de Prevenção à Monkeypox.

País à direita
Independentemente de quem for eleito presidente no dia 30 de outubro, Lula ou Bolsonaro governará um país, a partir de 2023, em que os conservadores fincaram sua bandeira na Praça dos Três Poderes e na sociedade. Os eleitores mostraram claramente que o pêndulo ideológico, por muito tempo estacionado entre o centro e a esquerda, mudou e oscilou para a direita. O conservadorismo, que estava latente na alma nacional de forma envergonhada, disfarçado sob a fachada centrista, agora é mais evidente do que nunca.

Campanha
Região que reúne 42% dos eleitores do país, o Sudeste tornou-se, já nos primeiros dias de campanha para o segundo turno, o epicentro do confronto entre Lula e Bolsonaro. O presidente angariou apoios de três governadores, inclusive de Romeu Zema, de Minas, onde ficou atrás do petista. Já Lula, para virar o jogo, principalmente em São Paulo, intensificará a busca de votos nas regiões metropolitanas, entre os mais jovens e pobres, e no interior paulista. No Rio, terá a ajuda do prefeito Eduardo Paes.

Prestação de contas
Partidos e candidatos que disputaram o primeiro turno das eleições deste ano têm até 1º de novembro para prestarem contas da campanha à Justiça Eleitoral. A obrigatoriedade vale para candidatas e candidatos e para todos os partidos políticos, em todas as esferas. A regra é disciplinada pela Lei das Eleições. Quem concorre ao segundo turno, e os respectivos partidos políticos, em todas as esferas, devem apresentar a prestação de contas até 19 de novembro. Os dados apresentados são divulgados ao público no Sistema Divulgação de Candidaturas e Contas Eleitorais – Divulgacandcontas.

Coluna publicada simultaneamente em 20 jornais e portais associados. Saiba mais em www.adipr.com.br.

LEIA TAMBÉM