H2FOZ saúda a riqueza cultural da nossa fronteira

Brasileiros, paraguaios e argentinos só têm a ganhar com a valorização da cultura dos povos que habitam a região.

Apoie! Siga-nos no Google News

Foz do Iguaçu, 19 de maio de 2024.

Na semana passada, neste espaço de Carta ao Leitor, destacamos que datas como o Dia das Mães, Dia dos Pais, Dia das Crianças e Dia dos Namorados são comemoradas em épocas diferentes pelos brasileiros, paraguaios e argentinos da fronteira.

No papo de hoje, vamos voltar à riqueza cultural da região, pegando como gancho dois eventos: a celebração do Dia do Povo Muçulmano, ocorrida na Câmara Municipal de Foz do Iguaçu, na quarta-feira (15); e o Dia do Povo Paraguaio, também integrado ao calendário do município.

A data em homenagem ao Paraguai será celebrada neste domingo (19), a partir das 16h, com feira gastronômica e cultural na Vila Paraguaia, recanto do Jardim América habitado por iguaçuenses que vieram do país vizinho. O evento estava marcado para sábado (18), mas foi adiado devido à chuva.

No próximo dia 25, a Argentina terá o feriado da Revolução de Maio, que deu início à libertação do país. Pelo menos até onde sabemos, não há algo para comemorar a data em Foz do Iguaçu. Fica a dica, portanto, caso vereadores ou entidades queiram sugerir a criação de um Dia do Povo Argentino.

A diversidade de povos, nacionalidades e etnias presentes na fronteira (quase uma centena, conforme dados dos órgãos migratórios) é algo que nos diferencia em relação a outras regiões do Brasil, do Paraguai e da Argentina.

Uma das faces mais visíveis é a da gastronomia, com profusão de restaurantes árabes, orientais e de outras culinárias, embora ainda nos faltem opções de comida paraguaia ou argentina nos estabelecimentos da região (irônico, não?).

No passado, chegamos a ter uma Feira das Nações (Fenartec), mas a diversidade de comidas e produtos típicos ainda é algo a ser melhorado nas festas e feiras.

O H2FOZ, em sua seção de Agenda Cultural, procura valorizar os eventos que temperam o modo fronteiriço de ver a vida, pois conhecer, entender e respeitar é um caminho seguro para construir a integração que tanto queremos, que só tem a beneficiar quem vive ou visita a região trinacional.

Três países e muitas culturas em uma única viagem? Foz do Iguaçu, Ciudad del Este e Puerto Iguazú são tudo isso e muito mais!

Boa semana para você!

Guilherme Wojciechowski é repórter do H2FOZ e apreciador da diversidade cultural da fronteira.

LEIA TAMBÉM

Comentários estão fechados.