Blog pelo Paraná – Turismo no Paraná, ICMS sobre combustíveis e CPI do Sertanejo

A atividade turística cresceu 7,4% em abril no Paraná. Foto: José Fernando agura/ ANPr.
Siga a gente no

Turismo no Paraná
A atividade turística cresceu 7,4% em abril no Paraná, com um incremento na receita nominal de 6,5%. Foi a segunda maior expansão do País no período, atrás apenas de Goiás (8,3%). O índice é quase três vezes maior do que a média nacional, que ficou em 2,5%. Nos últimos 12 meses o impacto positivo foi de 67,8%, reforçando a tendência de alta na atividade com o avanço da vacinação contra a Covid-19.

Mais visitados
Os principais locais turísticos do Estado foram visitados por mais de 85 mil pessoas durante os feriados prolongados de Páscoa e Tiradentes, daquele mês. Foz do Iguaçu, na Região Oeste, foi o destino mais procurado. O Parque Nacional do Iguaçu, por exemplo, recebeu 47.403 turistas. Já o Marco das Três Fronteiras foi o local de passagem de 14.275 pessoas.

Feriadão
Foz do Iguaçu se prepara para receber cerca de 25 mil pessoas a partir de quinta-feira (15), no feriado de Corpus Christi. A expectativa é que os quatro dias de folga prolongada garantam uma ocupação de no mínimo 82% na rede hoteleira, podendo chegar a 90%. Os números já superam o período pré-pandemia, comprovando a forte retomada do turismo na cidade. A estimativa é que, a médio prazo, 4 milhões de pessoas visitem as Cataratas anualmente, já com a nova concessão. Isso significa o dobro do recorde de pouco mais de 2 milhões registrado em 2019.

Consulta pública
A prefeitura de Ponta Grossa abriu uma consulta pública para que a população possa apontar temas que enxergam como prioridade na formulação da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) do município para 2023. A LDO estabelece as metas e prioridades da administração para definição do orçamento da prefeitura. A participação é aberta para toda a comunidade e feita pela internet, no site da prefeitura, até o dia 27 de julho. Também é possível acessar o formulário físico nas unidades da rede básica de educação da cidade além da Praça de Atendimento, sede da administração municipal.

População decide
Em pronunciamento nesta terça-feira (14), Sergio Moro disse que pretende percorrer o estado do Paraná antes de definir para qual cargo deve se candidatar. “Há muitos questionamentos se eu vou ser candidato a deputado, senador, governador. Meu objetivo é rodar o Paraná. Essa decisão vai ser tomada com o União Brasil. Acima de tudo, quem vai decidir isso é a população paranaense, ouvindo-os, vendo o que eles têm, seus relatos, são eles é que vão decidir qual vai ser meu destino dentro da política paranaense”, disse.

Prêmios de comemoração
Amop completou 53 anos de existência e para comemorar seu aniversário lançará dois eventos do segundo semestre, o 16° Prêmio Amop de Jornalismo e do 17° Fermop (Festival Regional dos Municípios do Oeste do Paraná). Os dois eventos estão entre as maiores e mais importantes da região Oeste. O Fermop será realizado em quatro etapas com a grande final no município de Palotina, no dia 23 de setembro, e o Prêmio Amop de Jornalismo 2022, que será realizado dia 25 de novembro. O tema deste ano será o “Oeste é Protagonista”.

Membro titular
O deputado federal Sandro Alex (PSD) ocupa uma cadeira de membro titular na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara Federal, a mais importante dentro da estrutura do Legislativo em Brasília. Sandro Alex é um dos quatro representantes do Paraná nesta que é a mais disputada das comissões internas da Câmara Federal. Os integrantes da CCJ são responsáveis por analisar, dar parecer e decidir sobre a legalidade de quase todas as propostas que tramitam na Casa de Leis.

Desatando nós
O ex-governador Orlando Pessuti, pré-candidato ao Senado pelo MDB paranaense, está alinhavando, com prefeitos e líderes políticos, suas propostas e contribuir com a reestruturação do partido no Paraná. “Tenho certeza que posso fazer mais e melhor dos que os atuais senadores. Experiência eu tenho, sei como funcionam os mecanismos do governo federal, dos governos estaduais e também do Poder Legislativo. Tenho convicção de que, como senador eleito, poderei desatar alguns nós que estão travando a vida do povo paranaense”, afirmou Pessuti durante os encontros na Região Metropolitana.

Equipamentos
O município de Chopinzinho foi contemplado com uma motoniveladora, equipamento essencial, que tem o objetivo de proporcionar melhor estrutura de trabalho e renovar a frota dos maquinários do setor de obras da prefeitura, realizando atendimento às comunidades rurais. O Prefeito de Chopinzinho Edson Luiz Cenci, informou que esta aquisição tem o valor aproximado de 1 milhão de reais e foi viabilizada através de uma emenda parlamentar feita pelo deputado federal Felipe Francischini.

ICMS sobre combustíveis
O senador Oriovisto Guimarães (Podemos) apresentou uma emenda para que carros de passeio e de luxo sejam excluídos dos beneficiados pelo projeto de lei complementar que estabelece um teto para a cobrança do ICMS sobre combustíveis. Na emenda ao projeto, Guimarães alega que o teto deve valer apenas para diesel e biodiesel, usados em veículos de serviços essenciais, como transporte público e de alimentos. O senador aponta que gasolina e etanol não devem ser beneficiados pelo teto na taxação porque são usados por veículos de passeio, que não são “produtos consumidos pela população de baixa renda”.

Não resolve!
A Associação Brasileira de Condutores de Veículos Automotores (Abrava) avalia que a PEC que prevê teto de 17% para Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) nos combustíveis, aprovada no Senado Federal, não resolve o “problema” do preço elevado do óleo diesel, a associação não descartou uma nova paralisação da categoria. “Mantendo-se essa política cruel de preços da Petrobras, sem a garantia que o caminhoneiro autônomo tenha suas despesas de viagem integralmente ressarcidas, a categoria vai parar. Se não for por greve, será pelo fato de se pagar para trabalhar. A greve, é o mais provável e não demora muito”, concluiu o presidente da Abrava, Wallace Landim, conhecido como Chorão.

CPI do Sertanejo
Em meio à polêmica que ficou conhecida como CPI do Sertanejo, o projeto de lei que limita a contratação de shows sem licitação, apresentado pelo deputado federal Igor Timo, líder do Podemos na Câmara, prevê que a administração pública informe o Ministério Público sobre a contratação. A proposta torna obrigatória a informação com pelo menos 15 dias de antecedência, sobre a celebração de contratos com profissionais do setor artístico.

Coluna publicada simultaneamente em 20 jornais e portais associados. Saiba mais em www.adipr.com.br.

É proibida a reprodução total ou parcial deste conteúdo sem prévia autorização do H2FOZ.

Associação dos Diários do Interior – PR

A coluna “Pelo Paraná” é de responsabilidade da ADI-PR (Associação dos Jornais Diários do Interior do Paraná) Veja mais mais conteúdo do autor.

-->