Dia de escolher o presente

Apoie! Siga-nos no Google News

Aida Franco de Lima – OPINIÃO

30 de outubro, segundo turno das eleições para a escolha do presidente e de governadores, em disputa no segundo turno. Falamos sempre do futuro, pensamos o futuro e muitas vezes nem lembramos do presente.

Tem muito sentido o pensamento de Thompson ao falar da colonização do futuro. Ficamos tão preocupado com o que vai acontecer, que nem sempre nos importamos com o agora. E no caso do meio ambiente, não estamos nem aqui para o presente e nem aí para o futuro.

Se você estiver dentro de casa e alguém te perguntar onde está o meio ambiente, para onde irá apontar? Muita gente aponta para fora de casa e não se inclui no meio ambiente. Nós somos a natureza e somos os únicos animais que destruímos nossa moradia.

Quem nunca teve um vizinho que joga lata de bebida na rua (porque a fada das latas vai recolher), que varre o lixo pra dentro do bueiro, que liga o som alto, que solta fogos, que desperdiça água, que envenena a árvore, o gato ou o cachorro? São coisas corriqueiras, que para muitas pessoas são normais. E não são. Isso é surreal.

As pessoas naturalizam a ‘época das queimadas’, dos deslizamentos de terra, das enchentes. E, normalmente, só nos damos conta do problema, quando o problema bate nas nádegas.

E o que isso tem a ver com eleição? Tudo. É a forma como o político compreende o meio ambiente, que será dado o tom do comportamento da sociedade. Meio ambiente é sua saúde, é seu emprego, é seu lazer, é seu presente, seu futuro. Seu passado também, faz parte de suas memórias afetivas. Aquela vez, quando criança, que você brincou na lama ou que subiu na árvore. Que chorou quando o animal de estimação da família morreu ou ficou feliz com a viagem para um lugar fantástico…

Os líderes escolhidos para comandar o Brasil nos anos futuros já impactam agora. Você sabe o que eles pensam sobre as questões ambientais? Para eles isso é uma pauta prioritária ou secundária? A pessoa que você confia seu voto, hoje ela é aliada ou inimiga da preservação do Planeta? Ela realmente tem um posicionamento em prol da conservação da vida ou usa isso apenas para captar votos.

E não adianta deixar de votar ou mesmo anular o seu voto. Se você fizer isso, quem decidirá por você, é quem validar seus votos. Não importa o candidato, se você não decide, alguém decidirá por você. Com os reflexos imediatos.

E além de votar, cobre, fiquei de olho, acompanhe as decisões da pessoa que você confiou o seu voto. Pega no pé dessa pessoa assim como ela pegou seu voto. Fiscalize, manifeste-se. Mas faça isso agora. O presente é a coisa mais preciosa que temos. E é valorizando o presente, que asseguraremos que o futuro não será apenas um termo distante.

Este texto é de responsabilidade do autor/da autora e não reflete necessariamente a opinião do H2FOZ.

Quer divulgar a sua opinião. Envie o seu artigo para o e-mail portal@h2foz.com.br

LEIA TAMBÉM

Comentários estão fechados.