Família de alemães sem vacina é deportada pelo Paraguai

Em foto do Twitter, publicada pelo Hoy, a família alemã quando estava retida no aeroporto Silvio Pettirossi.

A família embarcou ainda na segunda-feira de volta à Europa.

A família de alemães que chegou na segunda-feira, 21, ao aeroporto Silvio Pettirossi e ficou retida por não contar com vacinação anti-covid-19, teve que embarcar de volta para a Europa, informou a Direção Nacional de Aeronáutica (Dinac), de acordo com notícia do jornal Hoy.

WHATSAPP – Assine a nossa linha de transmissão.

TELEGRAM – Entre em nosso grupo.

Segundo comunicado da Dinac, “considerando em conta as exigências sanitárias vigentes, estabelecidas pelo Ministério de Saúde Pública e Bem-Estar Social”, a família foi enviada ao embarque para o voo da Air Europa, que seguiu para Madri às 20h20 de segunda-feira.

O comunicado diz ainda que, durante a permanência no aeroporto, foram providenciadas as condições para que a família pudesse contar com alimentação, higiene e descanso.

A família de alemães, composta por 17 pessoas, entre pais, filhos e netos, vendeu tudo o que tinha em seu país de origem para viver no Paraguai, onde já havia adquirido uma propriedade no departamento de Itapúa, onde pretendia assentar-se de forma definitiva.

Gostou do texto? Contribua para ampliar o jornalismo em Foz do Iguaçu. ASSINE JÁ

Já escutou o último episódio do GUARÊ, o podcast do H2FOZ? OUÇA AGORA

É proibida a reprodução total ou parcial deste conteúdo sem prévia autorização do H2FOZ.

Claudio Dalla Benetta - H2FOZ

Cláudio Dalla Benetta é jornalista e repórter do H2FOZ. e-mail: [email protected] Veja mais mais conteúdo do autor.