ACIFI busca a construção de um futuro mais inovador, empreendedor e integrado - Foto Roger Meireles

ACIFI completa 70 anos em prol do desenvolvimento de Foz do Iguaçu

A ACIFI chega aos 70 anos nesta segunda-feira, 19, pronta para os desafios do futuro. A Associação Comercial e Empresarial de Foz do Iguaçu é uma das mais importantes instituições do Paraná. Com uma sede moderna e ampla, a entidade promove e representa os interesses da comunidade empresarial, com ênfase no fortalecimento do associado, contribuindo para o desenvolvimento sustentável da cidade.

A excelência no associativismo é resultado de uma longa caminhada no decorrer das últimas sete décadas. Uma linda trajetória entrelaçada à história do município. Em 19 de julho de 1951, nascia a então Associação Comercial e Industrial de Foz do Iguaçu para atender aos interesses dos empresários, trabalhando em prol do desenvolvimento local. Quando a entidade foi criada, a localidade tinha apenas 37 anos de fundação e mostrava seus primeiros sinais de progresso.

VÍDEO – ACIFI – 70 ANOS – MENSAGEM

Para marcar a data, a associação realizará uma festa de confraternização e lançará o livro ACIFI 70 anos daqui a três meses. Os festejos foram transferidos para outubro, quando o cenário epidemiológico deverá estar mais favorável para grandes eventos. Mas outras atividades alusivas ao aniversário histórico já iniciam neste mês.

Em meio ao calor da data, o presidente da ACIFI, Faisal Ismail, faz questão de agradecer aos associados, presidentes, conselheiros, diretores e colaboradores o comprometimento, voluntariado e associativismo nestas sete décadas em benefício do desenvolvimento econômico e social da população iguaçuense. “Em breve estaremos todos juntos para comemorar os 70 anos da entidade”, afirma.

Integração à altura de Foz do Iguaçu

Inauguração da primeira sede própria na década de 70 – Foto: Acervo ACIFI

Com o objetivo de atender às reivindicações dos comerciantes iguaçuenses, o pioneiro Pedro Basso dava início à entidade. Com um pequeno número de associados, as primeiras reuniões ocorriam em uma sala que ficava em cima do Cine Star. E assim foi por muito tempo, sempre em espaços acanhados, abrigando lideranças com muita força de vontade de construir o município.

A sede própria, adequada, só viria a tornar-se realidade na década de 1970. Sétimo presidente da ACIFI, no período de 1974 a 1980, o empresário Fouad Mohamad Fakih conta que, em 1976, a comunidade empresarial sentiu a necessidade de ter uma sede própria, que funcionou de 1977 a 2014, no mesmo endereço da atual.

Com a chegada do século 21, surge um novo desafio: ampliar a sede e integrar a sociedade civil. É criada então a Sociedade de Propósito Específico Omoiru. A SPE foi responsável por todas as etapas do empreendimento residencial e comercial, com destaque para o investimento total de R$ 33 milhões, arrecadados com a comercialização dos apartamentos do Residencial Omoiru.

Hoje a nova da ACIFI e o Centro Integrado de Desenvolvimento Regional, inaugurados em 2019, são uma ferramenta nas mãos de mulheres e homens comprometidos com o desenvolvimento de Foz, do Paraná e das Três Fronteiras. Ao aproximar ainda mais as lideranças da sociedade civil, criou-se um caldeirão de ideias em prol da coletividade, que constrói um futuro mais inovador, empreendedor e integrado.

A força do associativismo

Reunião colegiada entre Diretoria e Conselho Superior da ACIFI – Foto Divulgação

A ACIFI tem cerca de 1.600 associados. São empresários, profissionais liberais, autônomos e microempreendedores unidos com a finalidade de gerar resultado, emprego e renda, impulsionando assim o desenvolvimento de Foz. “Somos responsáveis por gerar mais de um terço dos empregos com carteira assinada no mercado de trabalho local”, destaca o presidente do Conselho Superior, Walter Venson.

Além do atendimento à comunidade empresarial no dia a dia, todo esse capital humano de diretores, conselheiros e colaboradores trabalha forte no apoio aos grandes projetos estruturantes que estão saindo do papel, como a construção da segunda ponte entre Brasil e Paraguai, da Perimetral Leste, do viaduto da Avenida Costa e Silva, e a ampliação do Aeroporto Internacional Foz/Cataratas, entre outros. “Agora vamos ousar sonhos ainda mais altos”, completa Venson.

A comunidade tem pela frente grandes desafios, que vão desde o desenvolvimento do distrito industrial voltado para inovação, passando pela duplicação da BR-469 e a construção do novo porto seco. Quiçá possamos, juntos, viabilizar projetos ainda maiores, como o próprio uso das margens do nosso Paranazão e o ramal da Ferroeste de Cascavel a Foz do Iguaçu. Quem duvida que, unidos, podemos conseguir?

Assessoria

Este texto é de responsabilidade de assessoria da imprensa institucional e/ou empresarial. Veja mais conteúdo do autor.

Assessoria tem 457 posts e contando. Ver todos os posts de Assessoria