Caixa libera cotas PIS/Pasep para 10,5 milhões de pessoas, e você pode ser uma delas

O prazo para sacar os valores termina em 5 de agosto, por aplicativo, sem a necessidade de comparecer ao banco.

Apoie! Siga-nos no Google News

A Caixa Econômica Federal está convocando 10,5 milhões de trabalhadores com saldo de PIS/Pasep para retirar os valores, que totalizam R$ 25,4 bilhões. Quem tem valor a receber deve retirá-lo até 5 de agosto, por aplicativo, sem precisar ir ao banco.

O dinheiro não retirado no prazo será transferido para o Tesouro Nacional. Depois disso, os interessados terão até cinco anos para fazer uma nova solicitação de retirada, conforme regras que ainda serão definidas pelo governo.

“Têm direito a sacar as cotas quem trabalhou com carteira assinada na iniciativa privada ou como servidor público no período de 1971 a 1988”, informa a Caixa. São beneficiários que ainda não retiraram as cotas dos benefícios sociais.

Consultar e sacar

Consultas e saques são 100% digitais, por meio do Aplicativo FGTS, que traz na tela principal a informação de saldo disponível para saque. Para requerer a retirada de cotas do PIS/Pasep, basta seguir o passo a passo:

  • abra o aplicativo, selecione a mensagem “Você possui saque disponível”;
  • clique em “Solicitar o saque do PIS/Pasep”;
  • escolha a forma de saque, entre crédito em conta ou presencial; e
  • verifique seus dados e selecione “Confirmar saque”.

“O saldo pode ser creditado em conta bancária de qualquer instituição indicada pelo trabalhador, sem custo nenhum”, frisa a Caixa. Ao trabalhador que se enquadre em qualquer hipótese de saque do FGTS e tenha conta PIS/Pasep, o saldo dessa conta é liberado em conjunto com o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço.

Informação direto na fonte

Além de usar o Aplicativo FGTS para informações sobre PIS/Pasep, o trabalhador pode ligar para o telefone 4004-0104, para capitais e regiões metropolitanas. Nas demais regiões, o número é 0800 104 0104.

Migração

Até abril, a Caixa realizou 481 mil pagamentos, totalizando R$ 701 milhões, desde a migração das cotas do PIS/Pasep para o FGTS. Mudança na lei estabeleceu a publicação no Diário Oficial da União informando o prazo de 60 dias para os trabalhadores solicitarem o saque dos recursos dos dois programas.

LEIA TAMBÉM

Comentários estão fechados.