Porto Seco em Foz continua o maior da América Latina em movimentação de cargas

H2FOZ | Redação com assessoria 

O Porto Seco de Foz do Iguaçu continua sendo o maior da América Latina em movimentação de cargas, conforme dados da Receita Federal do Brasil (RFB), do primeiro semestre de 2020. O fluxo teve 69.772 caminhões liberados na unidade operada pela Multilog.

Leia também: Brasil exportou 50% mais do que importou, pelo Porto Seco de Foz do Iguaçu

Argentina, Chile e Paraguai são os países que mais movimentaram carregamentos, seguidos dos trâmites nacionais, conforme a assessoria. Os paraguaios ficaram na ponta das exportações, com 41% de todas as operações registradas no período. 

No primeiro semestre, foram 38.454 cargas liberadas nas operações de importação, sendo que cereais, produtos da indústria de moagem e hortícolas apareceram entre os gêneros mais importados. 

Dos trâmites de exportação, foram 31.318 liberações, com destaque para plástico, papel, celulose, máquinas e instrumentos mecânicos.

Foram 38.454 cargas liberadas em operações de importação. As exportações totalizaram 31.318 liberações.

Para agilizar as operações, a Multilog implantou o pré-cadastro on-line para exportação e atualizou o sistema de relacionamento do Genius, que é o portal do cliente do player.

“Para garantir o player operador adotou medidas para agilizar os processos, assegurar o pleno fornecimento de mantimentos essenciais à sociedade e garantir total segurança nas operações”, informou a comunicação do Porto Seco. 

A Multilog mantém 20 unidades de negócios, nos estados do Paraná, São Paulo, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, e 1,5 milhão de metros quadrados de área alfandegada. A empresa possui mais de 1,5 mil funcionários. 

(Com informações da AI Multilog)

error: O conteúdo é de exclusividade do H2Foz.