Professores recebem formação para trabalhar o valor da cooperação na escola

Formação é para que professores desenvolvam projetos na escola - Foto: Divulgação

Iniciativa em Foz do Iguaçu que une ensino e cidadania é uma parceria entre Sicoob Três Fronteiras e Secretaria Municipal de Educação.

Professores que atuam na Escola Municipal Parigot de Souza em Foz do Iguaçu participaram, nos dias 8 e 9 de abril, de formação para aplicar o programa Cooperjovem na instituição. A iniciativa une ensino e cidadania, incentivando o protagonismo dos alunos em atividades de cooperação.

WHATSAPP – Assine a nossa linha de transmissão.

TELEGRAM – Entre em nosso grupo.

A proposta é desenvolvida pelo Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo (Sescoop). Em Foz do Iguaçu, a parceria reúne o Sicoob Três Fronteiras, Secretaria Municipal de Educação (Smed) e a comunidade escolar.

Cerca de 25 profissionais participaram da primeira fase da formação. O Cooperjovem dialoga com as competências da Base Nacional Comum Curricular (BNCC), tendo por objetivo fomentar a educação cooperativista, empreendedora, financeira e ambiental.

Iniciativa é uma parceria do Sicoob e Secretaria Municipal de Educação de Foz do Iguaçu – Foto: Divulgação

De acordo com o gerente da agência do Sicoob na Vila Portes e voluntário em ações sociais, Fernando Paulo Dalbosco, esse trabalho reflete um dos sete princípios do cooperativismo, que é o interesse pela comunidade. “E esse trabalho demonstra o compromisso da instituição com a educação”, frisou.

A diretora de departamento do Ensino Fundamental da Smed, Eliziane Diesel, avaliou que o Cooperjovem já conta com eficácia comprovada nas escolas. A docente também destacou a nova metodologia do projeto e sua busca constante por novas práticas e abordagens.

“A Escola Parigot de Souza foi escolhida para receber o Cooperjovem com essa nova proposta que é baseada na gameficação. O projeto sempre busca elementos novos para trabalhar com os nossos alunos”, afirmou Eliziane.

Professores e integrantes do Sicoob Três Fronteiras – Foto: Divulgação

Para o diretor da Escola Municipal Parigot de Souza, Jair Agostini, o projeto está em sintonia com os desafios da atualidade ao estimular potencialidades de empreendedor do aluno. “Desenvolve nas crianças a mentalidade de ser inovador e o pensamento crítico”, disse.

Conforme o diretor, além dos professores, dois coordenadores pedagógicos participam da formação do Cooperjovem com o intuito de envolver toda a escola. “Pretendemos juntar toda a equipe para obtermos o melhor resultado”, pontuou.

Ser protagonista

A formadora do Cooperjovem, Izabel Francelina Bento Calsavara, apresentou as novas ferramentas do programa e os materiais que serão distribuídos gratuitamente a professores e alunos. A educadora também enfatizou a importância da cultura do cooperativismo em prol da comunidade.

A formadora Izabel Calsavara ministrou a primeira etapa do curso – Foto: Divulgação

Aos docentes, explicou que o desenvolvimento do projeto na escola ocorre por meio de cinco fases, com a participação direta e ativa das crianças. Elas discutirão os temas propostos, resolverão soluções e deverão ser protagonistas do projeto realizado pela comunidade escolar.

“A proposta é potencializar, nas crianças, o protagonismo e o compromisso com a construção de uma sociedade com mais cooperação. E o Cooperjovem propõe-se a compartilhar práticas educativas baseadas nessa mentalidade cooperativista”, apontou Izabel.

Gostou do texto? Contribua para ampliar o jornalismo em Foz do Iguaçu. ASSINE JÁ

Já escutou o último episódio do GUARÊ, o podcast do H2FOZ? OUÇA AGORA

É proibida a reprodução total ou parcial deste conteúdo sem prévia autorização do H2FOZ.

Assessoria

Este texto é de responsabilidade de assessoria da imprensa institucional e/ou empresarial. Veja mais conteúdo do autor.