Nos 110 anos de Foz, perspectivas e impressões do morador

Leia a opinião do portal sobre o caderno especial “Foz 110 anos”, que deu voz a mais de 50 moradores da cidade.

Apoie! Siga-nos no Google News
Clique no selo e viaje pela série especial de aniversário!
VEJA A COBERTURA DE ANIVERSÁRIO

O morador constrói a cidade. E sua visão sobre esse espaço geográfico comum, não raramente, destoa do discurso oficial, dos palanques e dos balanços de agentes públicos, os quais, muitas vezes, mais querem convencer de suas dedicações ao exercício de governar do que apresentar resoluções e resultados para problemas reais.

Ao celebrar os 110 anos de Foz do Iguaçu, na empreitada de elencar perspectivas, o H2FOZ priorizou a cidadania iguaçuense. Durante os trinta dias de junho, mês do aniversário da cidade, o portal veiculou mais de quarenta conteúdos especiais, de reportagens a artigos, assim como entrevistas, ensaios fotográficos, enquetes e infográficos.

APOIO ESPECIAL

À produção da redação, juntaram-se pessoas que vivenciam diferentes contextos e realidades. Generosamente, escreveram textos de opinião e contribuíram propondo reflexões sobre temas que afetam a coletividade, questionando, apontando caminhos ou chamando a atenção para demandas que não conseguem alcançar a necessária atenção.

Nas enquetes, moradores apontaram como Foz do Iguaçu pode ser melhor para quem vive nela, a partir de seus próprios lugares nesse conjunto chamado comunidade. Depoimentos em vídeo cobriram todas as regiões da cidade, abrangeram variadas experiências profissionais e retrataram estratificações sociais e geracionais também diversas.


APOIO ESPECIAL

Se as vozes do cidadão receberam prioridade, o caderno especial dos 110 anos não prescindiu da participação de sujeitos da institucionalidade. Ocupantes de cargos públicos, legislativos e executivos, expuseram iniciativas e ações, medidas e projetos para Foz do Iguaçu, prestação de contas registrada e levada à avaliação pública.

O especial de aniversário percorreu os quadrantes da memória iguaçuense, valorizando personagens que ajudaram a edificar a cidade em seus tempos, resgatando acontecimentos, fatos, feitos. A mensagem que fica é a de que Foz do Iguaçu, o poder público especificamente, deve assumir com comprometimento a obrigação de cuidar da história.

Entre potencialidades que não se repetem em outros lugares, promessas não cumpridas e esperanças empurradas para o futuro, o presente vai sendo erguido a muitas mãos. Mas é certo que na Vila Iguassu de ontem ou na Foz do Iguaçu de hoje, está presente o orgulho de se pertencer a uma cidade singular.

LEIA TAMBÉM
3 Comentários
  1. Félix A Bordin Diz

    Parabéns pelo documentário sobre os 110 anos de Foz do Iguaçu cidade que também recordações pelos 14 anos que vivi nesta bela cidade das três fronteiras com as Cataratas do Iguaçu e a Uzina de Itaipu a maior do mundo Um abraço e saudações a toda a equipe Boa semana Saudações

  2. Luis Otávio Arruda Diz

    Me mudei recentemente paracCidad de Leste, bem pertinho da fronteira e da minha casa contemplo Foz, cidade que passei a amar, pois estou sempre ali resolvendo questões pessoais e uma cidade sim, que carece de avanços sociais e institucionais, carece de integrar a cidade ao turismo, mas sem dúvida é bela e bonita com seus parques e sem dúvida as Cataratas e Itaipu que é surreal. Parabéns Foz.

  3. Jose Diz

    Estou a trinta anos aqui ,já melhor um pouco mais ainda falta muita a ser feita pelos políticos que aqui passam e a maioria não deixa muita coisa de bom,nesses anos que moro aqui a maioria dos prefeitos foram envolvidos em corrupção ainda tem alguns respondendo processos ,e com isso esquece das responsabilidades assumidas pelo povo foz e maravilhosa mas os políticos daqui o povo não merece.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.