Barco Aquidabán, símbolo do Paraguai, faz sua última viagem

“Supermercado flutuante” foi, durante muitos anos, o único acesso a comunidades isoladas às margens do Rio Paraguai.

Apoie! Siga-nos no Google News

Após mais de quatro décadas de operação, o barco Aquidabán, símbolo da navegação no Rio Paraguai, será aposentado por seus proprietários. A última viagem já está em marcha, tendo como destino a cidade de Bahía Negra, na porção paraguaia do Pantanal.

Leia também:
Ingressos para os parques da Argentina terão reajuste em 2024

Apelidada de “supermercado flutuante” pelos moradores do trecho entre Concepción e Bahía Negra, a embarcação foi, durante muitos anos, o único acesso a muitas das comunidades ribeirinhas.

Reportagem do canal SNT sobre a aposentadoria do Aquidabán

Até hoje, o Aquidabán é considerado o meio mais confiável para o transporte de suprimentos, tendo em vista as chuvas que constantemente bloqueiam as estradas de terra que chegam até os pontos mais longínquos do trajeto.

A decisão pelo fim das operações foi tomada pela família proprietária do barco, devido à queda na rentabilidade, provocada pelas crescentes despesas com a manutenção, a redução do número de passageiros e o aumento no custo do combustível.

O encerramento das atividades, contudo, está trazendo preocupação aos moradores de Bahía Negra, Fuerte Olimpo e localidades vizinhas, tendo em vista que não há, até o momento, nenhuma embarcação para substituir o Aquidabán.

Construído em 1979, com madeira de ipê, o barco foi habilitado para o tráfego fluvial em 1980, para ocupar a brecha deixada pelo fim das operações da Frota Mercantil do Estado Paraguaio, aposentada na ocasião.

LEIA TAMBÉM