Caminhoneiros do Brasil bloqueiam Ponte Tancredo Neves em protesto contra teste de covid-19

A determinação do governo argentino, de exigir exame negativo para covid-19 para ingresso no país, revoltou caminhoneiros do Brasil, que bloquearam nesta quarta-feira, 14,  a Ponte Tancredo Neves, para impedir o acesso de caminhões ao país vizinho.

A manifestação é por tempo indeterminado. “Não temos dinheiro para pagar tantos exames. Hoje não passa ninguém até que se resolva a situação”, disse o motorista Celso Vieira à reportagem da Rádio Cultura Foz.

A exigência do teste negativo está no último decreto do governo argentino, que prevê esta condição tanto para os caminhoneiros brasileiros como para os caminhoneiros argentinos de Misiones no retorno de viagens ao Brasil. Também será exigido dos turistas argentinos que voltam do exterior.

Em Misiones, província da qual faz parte Puerto Iguazú, os motoristas que fazem transporte internacional de cargas estão sendo imunizados contra a covid-19 desde o início do mês, segundo o portal Primera Edición.

“Somos a primeira província do país que imunizou os motoristas de caminhão que viajam ao Brasil e Paraguai, países onde circulam variantes do coronavírus, especialmente o Brasil, que tem a variante de Manaus e outras circulando livremente”, disse o secretário do Sindicato de Caminhoneiros de Misiones, Javier Rotela.

Gostou do texto? Contribua para ampliar o jornalismo em Foz do Iguaçu. ASSINE JÁ

Claudio Dalla Benetta - H2FOZ

Cláudio Dalla Benetta é repórter do H2FOZ. e-mail: [email protected] Veja mais mais conteúdo do autor.

error: O conteúdo é de exclusividade do H2Foz.