Leitos exclusivos para pacientes com covid-19 em Ciudad del Este, habilitados em julho. Imagem: Ministério da Saúde / PY.

Covid-19: vacinação avança, e ocupação hospitalar diminui em Ciudad del Este

Ocupação hospitalar em queda nos leitos exclusivos para pacientes com covid-19 no lado paraguaio da fronteira, à medida que avança a vacinação dos moradores de Ciudad del Este e municípios do Alto Paraná. Nas 54 vagas de terapia intensiva do Hospital Integrado Respiratório, a utilização nos últimos dias tem ficado abaixo de 50%.

Em entrevista ao jornal ABC Color, Ana Liz Jara, diretora regional do Instituto de Previdência Social (IPS), órgão que gerencia o sistema de saúde, disse que a ocupação dos leitos de alta complexidade tem girado entre 40% e 50%. Nas 72 camas de enfermaria, por sua vez, o patamar não ultrapassa os 25%.

“Estamos aproveitando para fazer limpeza e dar folga aos trabalhadores, trabalhar com o bem-estar dos funcionários e redirecionar pessoal para apoio nos centros de vacinação”, afirmou a médica, destacando que o atual momento coincide com o avanço na imunização da população local, que tem feito filas para a aplicação da primeira dose.

Desde o início da campanha de vacinação, 277 mil doses já foram aplicadas nos moradores do Alto Paraná, departamento cuja população é de cerca de 450 mil habitantes. Do total de imunizantes, 187 mil correspondem à primeira dose, e 90 mil, à segunda, havendo pessoas que não retornaram para completar o esquema de proteção.

Hugo Kunzle, diretor da 10ª Região Sanitária, explicou ao ABC Color que de 15% a 25% dos vacinados que poderiam já estar com a segunda dose não procuraram os centros de imunização nas datas previstas. Ações como contatos telefônicos e campanhas de busca ativa foram postas em marcha para evitar que a cobertura coletiva seja prejudicada.

Nas últimas 24 horas, o Paraguai reportou 193 novos casos de infecção pelo SARS-CoV-2, além de 19 falecimentos. No acumulado, o país tem 456.484 infectados, com 15.402 vidas perdidas e 9.477 casos ainda ativos. O Alto Paraná soma 26.601 casos, com 1.584 falecimentos e 682 pacientes que seguem em fase de sintomas ou transmissão.

Gostou do texto? Contribua para ampliar o jornalismo em Foz do Iguaçu. ASSINE JÁ

Já escutou o último episódio do GUARÊ, o podcast do H2FOZ. OUÇA AGORA

Guilherme Wojciechowski - H2FOZ

Guilherme Wojciechowski é repórter colaborador do H2FOZ. E-mail: [email protected] - Veja mais mais conteúdo do autor.

Guilherme Wojciechowski - H2FOZ tem 121 posts e contando. Ver todos os posts de Guilherme Wojciechowski - H2FOZ