IDESF debate fronteiras, segurança, desenvolvimento e migrações

Luciano Barros, presidente, fala sobre eventos e trajetória do instituto

Apoie! Siga-nos no Google News

O IDESF (Instituto de Desenvolvimento Econômico e Social de Fronteiras) realizou o 10º Seminário Fronteiras do Brasil e também o 4º Simpósio de Defesa Nacional em novembro de 2023. O instituto tem como objetivo promover igualdade, integração e desenvolvimento das regiões fronteiriças.

Para elucidar melhor os eventos, o presidente do IDESF, Luciano Stremel Barros, esteve no programa Marco Zero. O programa é uma parceria entre o Portal H2FOZ e a Rádio Clube FM. Dê o play!

Durante o programa, foram respondidas as seguintes perguntas:

Antes de falarmos da programação dos dois eventos, gostaria de destacar uma data importante: o Instituto de Desenvolvimento Econômico e Social de Fronteiras completa 10 anos de atividades. Vamos falar um pouco sobre essa trajetória. Quando nasceu o IDESF? 

O IDESF tem como missão: “Promover a integração entre as regiões de fronteira, o fortalecimento das relações políticas, sociais e econômicas e o combate aos problemas próprios dessas regiões”. Como você avalia o cumprimento dessa missão ao longo dos últimos anos?

Uma das frentes de trabalho do Instituto de Desenvolvimento Econômico e Social de Fronteiras é a publicação de livros, pesquisas, trabalhos técnicos e artigos. Quais são as principais contribuições desse período? Você pode antecipar quais serão as próximas publicações?

Bem, como dito na abertura, no próximo dia 8 teremos o “10º Seminário Fronteiras do Brasil – Segurança e desenvolvimento nas fronteiras” e o “4º Simpósio de Defesa nacional, fronteiras e migrações”. Quais são os destaques da programação?

Além do IDESF, quem está à frente da organização do evento? As inscrições já encerraram? Qual é o perfil do público participante? 

LEIA TAMBÉM