No Dia do Trabalho, supermercados abrem em Foz e comércio de Ciudad del Este funciona normalmente

Este sábado, 1º de maio, é feriado nacional no Brasil. E também no Paraguai. Mas nem tudo estará fechado na fronteira, amanhã.

Os supermercados de Foz do Iguaçu, por exemplo, vão atender normalmente, como informou em sua página no Facebook a rede SuperMuffato.

Já o comércio em geral estará fechado, bem como a Ceasa do Paraná, que em algumas cidades, como Cascavel, estará funcionando.

Em Ciudad del Este, no Paraguai, a maioria das lojas também estará aberta, segundo a presidente do Conselho de Desenvolvimento Econômico de Ciudad del Este (Codeleste), Linda Taigen. “As grandes lojas é certeza que abrem”, completou.

Ela mandou inclusive cartazes de várias lojas informando que vão atender neste sábado (veja abaixo).

DESEMPREGO

Provavelmente, os empregados do comércio de Ciudad del Este não vão reclamar por ter que trabalhar em feriado. Eles sabem que a crise econômica que atinge o Paraguai afeta diretamente o emprego.

E os mais prejudicados são os jovens em busca do primeiro emprego e as mulheres, de acordo com o especialista Enrique López Arce, entrevistado pelo portal El Nacional.

“O desemprego hoje vem com rosto de mulher e de jovem”, disse o especialista, que já foi diretor de Emprego do governo do Paraguai.

Segundo Enrique López Arce, cerca de 50 mil jovens paraguaios estão em busca do primeiro emprego, mas não estão conseguindo colocação no mercado de trabalho.

Dos 266.902 trabalhadores que estão em busca de emprego, 161 têm menos de 30 anos. Daquele total, também, 101 mil são homens e 165 mil são mulheres, detalhou Arce.

A situação se agravou com o toque de recolher imposto pelo último decreto presidencial. Minimercados que funcionavam 24 horas, lojas de serviços e mercados tradicionais, entre outras atividades, já enviaram ao Ministério do Trabalho a suspensão de mais de 2 mil empregados.

No setor gastronômico, os principais restaurantes do país decidiram fechar as portas por 15 dias (enquanto dura o decreto, em vigor desde terça-feira, dia 27) e suspender os funcionários.

NA UTI

O jornal La Clave publicou nesta manhã que “a capital econômica do Paraguai (Ciudad del Este) está em terapia intensiva pela preocupante queda na atividade comercial”, por isso a decisão dos empresários de abrir normalmente neste feriado.

Segundo o jornal, nos finais de semana há maior presença de turistas brasileiros e também paraguaios dispostos a fazer compras.

A queda no movimento do comércio começou no final de fevereiro, quando começou a segunda onda da pandemia de covid-19. Foz do Iguaçu adotou medidas de restrição que afetaram a ida de brasileiros ao Paraguai. Depois, o próprio Paraguai decretou medidas restritivas, “que terminaram afetando o movimento comercial”.

Gostou do texto? Contribua para ampliar o jornalismo em Foz do Iguaçu. ASSINE JÁ

Claudio Dalla Benetta - H2FOZ

Cláudio Dalla Benetta é repórter do H2FOZ. e-mail: [email protected] Veja mais mais conteúdo do autor.

error: O conteúdo é de exclusividade do H2Foz.