Paraguai desmantela mega-acampamento de traficantes na fronteira

Local no meio da mata tinha capacidade para abrigar até 70 pessoas e estruturas como um pequeno comércio.

Apoie! Siga-nos no Google News

A Secretaria Nacional Antidrogas (Senad) do Paraguai informou, nessa quarta-feira (10), que desmantelou um grande complexo mantido por narcotraficantes nos arredores da fronteira seca com o estado de Mato Grosso do Sul. O local era utilizado por camponeses recrutados para o cultivo de maconha na zona rural do município de Cerro Corá.

Leia também:
Operação binacional destrói 409 toneladas de maconha na fronteira

De acordo com a Senad, que identificou a estrutura com o apoio da Força-Tarefa Conjunta (FTC) do governo paraguaio, o mega-acampamento tinha capacidade para abrigar até 70 pessoas e possuía facilidades como uma mercearia, abastecida com gêneros diversos, para evitar que os trabalhadores precisassem ir a povoados próximos.

Conforme o boletim, o complexo era o centro de uma rede com 28 acampamentos menores e tinha cinco geradores de energia para mover equipamentos como prensas, usadas para a compactação da erva colhida nas narcolavouras.

Durante a operação, foram destruídas dez toneladas de maconha já prensada e 20 toneladas de maconha picada. O destino do entorpecente era o Brasil, de onde provêm os recursos para o financiamento da atividade, coordenada por organizações brasileiras que se estabeleceram na região no início dos anos 2000.

Equipamento utilizado para o processamento da maconha colhida nas proximidades. Foto: Gentileza/Senad
Equipamento utilizado para o processamento da maconha colhida nas proximidades. Foto: Gentileza/Senad
Maconha processada no local tinha como destino o Brasil. Foto: Gentileza/Senad
Maconha processada no local tinha como destino o Brasil. Foto: Gentileza/Senad
LEIA TAMBÉM

Comentários estão fechados.