Paraguai promove trocas na unidade de Polícia Turística

Localizado na cabeceira paraguaia da Ponte da Amizade, setor é responsável por atender às denúncias feitas por turistas.

Apoie! Siga-nos no Google News

A unidade de Polícia Turística do Paraguai está passando por processo de reformulação, com mudanças em praticamente toda a sua composição. Foi o que noticiou, nesta quinta-feira (18), o jornal La Clave, de Ciudad del Este.

Leia também:
Lado paraguaio da fronteira terá protesto nesta quinta-feira (18)

Conforme a referida fonte, apenas o chefe e o subchefe foram mantidos, com os demais agentes tendo sido transferidos para a capital paraguaia, Assunção. Em substituição, seis policiais, com patente de suboficiais-ajudantes, foram designados para a repartição.

As mudanças, segundo o La Clave, estariam relacionadas às dificuldades para combater a ação dos chamados pirañitas, indivíduos que abordam turistas nos arredores da Ponte Internacional da Amizade para “guiá-los” até lojas com histórico de fraudes.

Um dos casos mais recentes foi denunciado na terça-feira (16), quando um brasileiro de 30 anos, residente na cidade catarinense de Brusque, retornou ao Paraguai para relatar que foi vítima de golpe em uma loja indicada por um pirañita.

O turista contou aos policiais e aos servidores do Escritório Municipal de Defesa do Consumidor que, no dia 5 de abril, pagou R$ 71,5 mil por celulares da marca Apple, com a promessa de que seriam entregues no Brasil. Tais aparelhos, contudo, nunca chegaram.

De acordo com o jornal ABC Color, o estabelecimento estava fechado no momento em que a comitiva policial foi com a vítima até o local, situado em uma sala que já não pertence ao Shopping Vendôme. O Ministério Público do Paraguai foi acionado para dar prosseguimento à denúncia do brasileiro.

LEIA TAMBÉM

Comentários estão fechados.