Polícia Civil implanta base aérea na Região Oeste para reforçar segurança na fronteira

Uma nova base do Grupamento de Operação Aéreas (GOA) da Polícia Civil do Paraná (PCPR) implantada no Oeste do Paraná, vai reforçar a segurança na região de fronteira. A estrutura fica em São Miguel do Iguaçu e foi inaugurada nesta quinta-feira (10

Com o objetivo de intensificar o combate ao contrabando e o tráfico de drogas nas fronteiras com o Paraguai e a Argentina, um helicóptero da Polícia Civil permanecerá na base para atuar em operações da instituição e em apoio às demais forças de segurança na localidade.

A instalação da base aérea se deu por meio de uma cooperação com a prefeitura de São Miguel do Iguaçu, que readequou o local para que o GOA possa operar no município e em toda a região. Além da aeronave da Polícia Civil, helicópteros de outras instituições de segurança pública também utilizarão a base aérea para coordenar operações.

Para o secretário de Estado da Segurança Pública do Paraná, Romulo Marinho Soares, que participou da inauguração, ter uma base aérea na fronteira agregará para a segurança de todo o Estado. “A Segurança Pública foi chamada para dar prioridade a toda esta área de fronteira e estamos fazendo isso. A estrutura terá impacto para os moradores da região e, consequentemente, de todo o Paraná, visto que essas cidades estão na rota do tráfico e contrabando”, afirmou.

O delegado-geral da Polícia Civil, Silvio Jacob Rockembach, destacou que a base possibilitará maior integração entre as forças de segurança em operações nas fronteiras. “A ideia é que a partir dessa base de São Miguel do Iguaçu, todas as forças de segurança pública, de forma integrada e coordenada, passem a desencadear operações na região. Nas fronteiras com outros países existem portas de entrada de drogas e armamento para todo o Brasil. Com essa base vamos intensificar as ações de combate, principalmente ao crime organizado, com integração e coordenação”, disse ele.

Abertura da base aérea da Polícia Civil, que fica na cidade de São Miguel do Iguaçu – foto Divulgação

O coordenador do GOA, delegado Renato Coelho de Jesus, afirmou que a instalação da base e o apoio aéreo durante as ações permitirá uma atuação completa dos órgãos no combate aos crimes. “Esta base operacional do GOA na fronteira é uma conquista de todos os órgãos de segurança pública que trabalham integrados e de comum acordo com o objetivo de combater organizações criminosas e os crimes transfronteiriços. Com uma aeronave de forma permanente na fronteira,  teremos a oportunidade de otimizar os trabalhos e intensificar as ações na região do Lago de Itaipu, principalmente nos locais de difícil acesso com as viaturas”, explicou.

GOA – O Grupamento de Operação Aéreas da Polícia Civil (GOA) começou a operar em julho de 2016, com uma aeronave. Nos anos seguintes, com o avanço das atividades, surgiu a necessidade de ampliação da estrutura. Atualmente, o grupamento conta com três helicópteros, um avião e com 15 policiais civis entre pilotos e demais integrantes trabalhando de forma simultânea, em operações coordenadas pela instituição e, também, prestando apoio à outras forças de segurança.

PRESENÇAS – Participaram da inauguração o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Péricles de Matos; o inspetor da Polícia Rodoviária Federal,  Luiz Antonio Genova; e o prefeito de São Miguel do Iguaçu, Claudiomiro da Costa Dutra.

 Também participaram o delegado-chefe da 6ª Subdivisão Policial de Foz do Iguaçu, Rogério Antonio Lopes; o delegado-adjunto do GOA, Eduard Figueira Ferraz; o delegado da Polícia Civil de São Miguel do Iguaçu, Valceli de Almeida; o secretário de Administração de São Miguel do Iguaçu, Valdecir Simão Lago;o secretário de Indústria, Comércio e Turismo e coordenador da Defesa Civil, Pedro Mota; e o presidente do Conselho de Segurança, Juliano Barbiero.

error: O conteúdo é de exclusividade do H2Foz.