Teatro para 620 pessoas será inaugurado na quinta (15) em Ciudad del Este

Estrutura do Centro Cultural “Mangoré” é considerada de primeiro nível – veja as fotos.

Apoie! Siga-nos no Google News

Estrutura do Centro Cultural “Mangoré” é considerada de primeiro nível – veja as fotos.

Construído com recursos do Governo do Alto Paraná, o Centro Cultural “Mangoré” Agustín Pío Barrios será inaugurado nesta quinta-feira (15) em Ciudad del Este. Considerada de primeiro nível, a estrutura conta com teatro para 620 espectadores, livraria, café, espaço para exposições e salas para oficinas de dança, música e artes cênicas.

O custo total do empreendimento, que tem 2.510 metros quadrados de área construída e está localizado em área vizinha ao Palácio de Governo (Gobernación), foi de G$ 11 bilhões (R$ 8,1 milhões). Em entrevista coletiva, o governador Roberto González Vaesken tratou a obra como a realização de um sonho para a população fronteiriça.

Fachada do Centro Cultural “Mangoré”. Imagem: Gentileza/Gobernación Alto Paraná

“Este Centro Cultural era um sonho longamente acariciado pela sociedade civil. Precisávamos de algo que pudesse nos identificar como Alto Paraná, deixar de lado as notícias negativas. Aqui produzimos 30% das riquezas do país, é justo e necessário que tenhamos um palco para promover e fortalecer nossa cultura”, afirmou.

Na quinta-feira, às 9h (hora paraguaia), será inaugurada a área que abriga a livraria (administrada pelo tradicional selo El Lector), café e salas de exposições. A programação prevê exibição de quadros e livros de autores locais, além de mostra de artesanato produzido por moradores de Ciudad del Este e indígenas das comunidades do entorno.

Centro Cultural terá espaço para exposições de artistas locais. Imagem: Gentileza/Gobernación Alto Paraná

O ato principal acontecerá à noite, a partir das 19h (hora paraguaia), com apresentação da Orquestra Filarmônica do Alto Paraná, Orquestra de Câmara da Prefeitura de Ciudad del Este, Coral Ars Canendi, Balé do Governo do Alto Paraná e grupos de música paraguaia como Los Paredes, Punto Clave e Mandu’ará.

Durante o evento, será lançada a canção “Padre Nuestro”, interpretada pela solista Fabiana Piñánez, pela violoncelista Elda Aiud, pelo trompetista Eliezer Benítez e pelo Coral Juvenil da Casa de la Cultura. A obra, de autoria de Juan Ramón Vera, foi composta especialmente para a inauguração do complexo.

Mural alusivo a elementos da cultura local. Imagem: Gentileza/Gobernación Alto Paraná

Já o nome Centro Cultural “Mangoré” Agustín Pío Barros homenageia o violonista e compositor paraguaio nascido em 1885 e falecido em 1944. “Mangoré” é considerado o maior nome da história da música no Paraguai, com destaque para as composições que enaltecem o folclore e a vida cotidiana no país.

LEIA TAMBÉM
1 comentário
  1. […] Teatro para 620 pessoas será inaugurado na quinta (15) em Ciudad del Este […]

Comentários estão fechados.