Vinda do Paraguai, Alemanha e Bélgica apreendem maior carga de cocaína da história da Europa

Na maior apreensão de cocaína da história da Europa, a Alemanha e a Bélgica apreenderam 23 toneladas de cocaína escondida dentro de latas de massa para pintura e em blocos de madeira, que vieram num navio procedente do Paraguai.

No porto de Hamburgo, na Alemanha, foram apreendidas 16 toneladas da droga, escondida em latas contendo massa para pintura, que vieram num navio procedente do Paraguai.

A droga saiu do Paraguai e do Brasil entre setembro e novembro do ano passado, estimam as autoridades. Foto RTE.IE

Em operação paralela, outras sete toneladas foram localizadas pela polícia da Bélgica no porto de Antuérpia, que estavam escondidas num contêiner cheio de blocos de madeira, que haviam sido embarcados no Panamá e vieram no mesmo navio que saiu do Paraguai.

Um homem foi preso na Holanda, acusado de ser o responsável pela importação das 23 toneladas de drogas. As operações policiais prosseguem na Alemanha, Holanda e Bélgica, para a prisão de outros responsáveis. Se a droga tivesse sido comercializada, arrecadaria muitos bilhões de euros, segundo as autoridades.

O ministro do Interior do Paraguai, Arnaldo Giuzzio, disse que o país colaborou com informações para a mega-apreensão de cocaína na Europa, informa o jornal ABC Color.

Segundo Giuzzio, há vários meses havia a informação de que um carregamento de cocaína havia saído do Paraguai, por isso as autoridades portuárias de vários países foram alertadas, inclusive os portos de países da região, como Montevidéu e Buenos Aires.

OUTRAS APREENSÕES

A carga de carvão paraguaio escondia também cocaína, encontrada antes de sair do país e já na Espanha. Foto La Nación

Em janeiro deste ano, a Espanha apreendeu 2.065 quilos de cocaína que estavam em contêineres, dentro de sacos que deveriam conter carvão vegetal importado do Paraguai.

Em outubro do ano passado, um carregamento com 2.900 quilos de cocaína, também escondidos em sacos de carvão, haviam sido apreendidos num porto paraguaio, antes de embarcar para Antuérpia.

Os 2.065 quilos de cocaína apreendidos na Espanha saíram de portos do Paraguai e também do Brasil, entre setembro e novembro do ano passado.

Gostou do texto? Contribua para ampliar o jornalismo em Foz do Iguaçu. ASSINE JÁ

Claudio Dalla Benetta - H2FOZ

Cláudio Dalla Benetta é repórter do H2FOZ. e-mail: [email protected] Veja mais mais conteúdo do autor.

error: O conteúdo é de exclusividade do H2Foz.