Na BR-277, Operação Centauro mira transporte clandestino de passageiros

Agentes federais fazem abordagem no trecho de acesso ao município de Foz do Iguaçu - Foto: PRF
Siga a gente no

Ônibus com 40 pessoas foi retirado de circulação e levado para o pátio; abordagem ocorreu em Santa Terezinha de Itaipu.

A ação nacional de combate ao transporte clandestino de passageiros já resultou em retenção de veículos na BR-277. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), principal parceira na ação coordenada pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), entre as apreensões está um ônibus que viajava de Ituiutaba (MG) a Foz do Iguaçu (PR).

O veículo, com 40 passageiros, foi parado no km 714 da BR-277, na cidade vizinha de Santa Terezinha de Itaipu, “realizando transporte clandestino”, tendo sido levado para o pátio de um espaço conveniado da ANTT. Batizada de Operação Centauro, a iniciativa fiscalizadora ocorre neste período de maior fluxo de transporte irregular por causa do feriadão.

Conforme a ANTT, a operação iniciada na última sexta-feira, 8, ocorre em 27 pontos distribuídos em todo o país, considerados estratégicos. O objetivo é “assegurar aos usuários a adequada prestação de serviços de transportes terrestres e com foco principal na regularidade e conformidade do transporte rodoviário interestadual de passageiros”, informou a agência.

Os centauros, na mitologia grega, são criaturas lendárias que vivem nas florestas, conhecidas por serem metade ser humano e metade cavalo, ou seja, uma mistura de seres que não eram nem um nem outro.

“Essa alusão toma como base que os ônibus/empresas que prestam este serviço de transporte clandestino não possuem instalações formais”, explicou a ANTT. “Bem como seu serviço é um misto de transporte com falta de segurança, cumprimento de normas/burla do direito do usuário a um transporte adequado”, completou.

É proibida a reprodução total ou parcial deste conteúdo sem prévia autorização do H2FOZ.

Paulo Bogler - H2FOZ

Paulo Bogler é jornalista e repórter do H2FOZ. e-mail: [email protected] Veja mais mais conteúdo do autor.

-->