Polícia Ambiental prende 6 pessoas por crime de pesca ilegal no lago de Itaipu

Os pescadores tinham material irregular, como redes - Foto: Divulgação

Flagrante rendeu multas de R$ 11 mil, e os envolvidos foram encaminhados à Polícia Federal.

A Companhia de Polícia Ambiental deteve seis pessoas em fragrante por pesca ilegal no lago de Itaipu. O flagrante foi na prainha de São Miguel do Iguaçu (PR). Os envolvidos receberam multas de R$ 11 mil e foram encaminhados à Delegacia da Polícia Federal em Foz do Iguaçu.

WHATSAPP – Assine a nossa linha de transmissão.

TELEGRAM – Entre em nosso grupo.

Os acusados responderão a procedimento criminal e administrativo. Na ocorrência, nessa quinta-feira, 24, três pessoas estavam na rampa de acesso ao lago, e outras três, em uma embarcação de madeira com motor adaptado, reportaram os policiais.

Com as pessoas presas foram encontrados materiais proibidos, a exemplo de redes de pesca, “sendo flagrados peixes de várias espécimes, como corvina, traíra e piranha”, apontou a assessoria da Polícia Ambiental. A prisão em flagrante foi por “crime ambiental de pesca”, detalhou a força policial.

Balanço da intervenção da Companhia de Polícia Ambiental:

  • 6 pessoas presas em flagrante;
  • R$ 11.100 em autos de infração ambiental;
  • materiais apreendidos: uma embarcação de madeira, uma rabeta de barco adaptada, uma carretinha tipo reboque, 330 metros de redes de pesca e 29,6 quilos de peixes.
Gostou do texto? Contribua para ampliar o jornalismo em Foz do Iguaçu. ASSINE JÁ

Já escutou o último episódio do GUARÊ, o podcast do H2FOZ? OUÇA AGORA

É proibida a reprodução total ou parcial deste conteúdo sem prévia autorização do H2FOZ.

Paulo Bogler - H2FOZ

Paulo Bogler é jornalista e repórter do H2FOZ. e-mail: [email protected] Veja mais mais conteúdo do autor.