Como a evolução da internet impactou na indústria do entretenimento

A ascensão do âmbito digital nos últimos anos é uma fonte de novidades que não deixa de ter consequências no comportamento e hábitos de vida das pessoas. Afinal, o mundo contemporâneo é movido por tecnologias e sistemas cada vez mais eficientes, nos quais a grande maioria é dependente de rápidas conexões online — e as redes sociais são uma ótima amostra.

De acordo com uma pesquisa realizada pelo site We Are Social, em parceria com a ferramenta Hootsuite, atualmente cerca de 4,66 bilhões de pessoas têm acesso à internet no mundo. Sendo que, desse montante, aproximadamente 4,2 bilhões estão conectadas nas redes sociais.

WHATSAPP – Assine a nossa linha de transmissão.

TELEGRAM – Entre em nosso grupo.

Com tantas pessoas inseridas nas mídias sociais e passando cada vez mais tempo dentro delas, a indústria do entretenimento foi impactada de forma significativa e passou por diversas mudanças interessantes.

Em 2021 foi divulgado um estudo pelo grupo CupoNation que mapeou os hábitos da população brasileira nas mídias sociais. O estudo revelou que, ao longo do ano de 2020, os brasileiros passaram aproximadamente cinco horas por dia em plataformas do setor, a segunda maior média do mundo.

Contudo, além das redes sociais, há de se destacar outras divisões do entretenimento online que tomaram proporções gigantescas com o progresso da internet. São elas: esportes eletrônicos, cassino online e audiovisual.

Esportes eletrônicos

Assim como nas redes sociais, impressiona o número de pessoas que jogam games eletrônicos no mundo. Segundo a plataforma Statista, uma das principais fontes no segmento de tecnologia, atualmente há cerca de 3,24 bilhões de jogadores espalhados pelos quatro cantos do planeta.

Dentro da indústria de games é consenso para muitos especialistas da área que o alto número de jogos tem forte influência da internet e isso ficou ainda mais evidente com a popularização crescente dos eSports (esportes eletrônicos) ao longo da última década.

No ano passado, a Twitch, principal canal de streaming com foco em conteúdo gamer no mercado, registrou um aumento de 45% de audiência em relação a 2020. Segundo especialistas do site Rainmaker.gg, foram 24 bilhões de horas assistidas na plataforma de streaming de games em 2021 – um crescimento impressionante por qualquer ângulo que se observe.

Cassino online

Nos cassinos online a internet trouxe uma nova cara para a indústria, mas não somente modernizando jogos já consagrados, como o poker, a roleta e o blackjack, muito pelo contrário. A partir da implementação do 4G, que permitiu streamings em alta resolução, as grandes empresas do setor passaram a criar formas de interação inéditas para os clientes, sendo uma das principais o cassino ao vivo nas plataformas.

O cassino ao vivo possibilitou colocar o visitante online em salas individuais nas plataformas em tempo real, para interagirem com dealers profissionais do outro lado da tela. Algo que certamente ajudou a proporcionar um maior nível de imersão dos clientes nos jogos do segmento em linhas gerais.

Outro trunfo dos cassinos online é a praticidade que eles oferecem, visto que os jogos das principais empresas do setor são otimizados para serem compatíveis com uma série de dispositivos portáteis e sistemas operacionais distintos.

Audiovisual

Um dos setores mais tradicionais do entretenimento contemporâneo, o audiovisual sofreu grandes alterações em suas políticas de estrutura nos últimos anos. Sendo que, parte desse movimento, começou na transição gradual do público das Tvs a cabo para o streaming.

Um bom exemplo é a plataforma de streaming do GloboPlay, líder em número de assinantes no Brasil. Na atualidade, o serviço de audiovisual que é operado pelo grupo Globo Comunicação soma mais de 30 milhões de usuários no país.

Para efeito de comparação, segundo a Agência Nacional de Telecomunicações, hoje o Brasil conta com cerca de 16 milhões de assinantes no setor de TV por assinatura, ou seja, apenas um pouco mais da metade do serviço menciona acima.

Esse movimento de mercado fez com que as empresas de streaming tomassem conta do mercado audiovisual. Não por acaso, muitas produções cinematográficas de larga escala já não têm exclusividade de estreia nos cinemas e muitas vezes contam com estreias conjuntas nas principais plataformas.

Ou seja, o jogo claramente está se invertendo a favor do streaming e fica cada vez mais nítido que quem dá as cartas no campo global de audiovisual são quatro gigantes: Netflix, Amazon, HBO e Disney.

Padronização da tecnologia 5G promete levar o entretenimento para o próximo nível

Com a promessa de ser até 100 vezes mais rápida que o 4G, a tecnologia 5G sequer se estabilizou no mundo e já causa grandes expectativas no mercado de entretenimento. Até por isso, grandes empresas de tecnologia avançada, como Intel, IBM e Ericsson já estudam diferentes estratégias de mercado sobre 5G.

A Ericsson, inclusive, acredita que a iminente evolução das tecnologias de realidade virtual, realidade aumentada e realidade estendida, será uma das primeiras a serem impactadas com a padronização do 5G.

Além disso, dentre as várias projeções que abrangem o 5G, a quinta geração de redes móveis facilitará o desenvolvimento de ferramentas que envolvem inteligência artificial, bem como irá abrir as portas para as transmissões em resolução 8K nas plataformas de streaming.

Com tudo isso a seu favor, é fato que essa tecnologia deve trazer inúmeros benefícios para os usuários e nos próximos anos deve proporcionar uma alteração ainda maior na forma como o conteúdo é produzido e consumido.

Gostou do texto? Contribua para ampliar o jornalismo em Foz do Iguaçu. ASSINE JÁ

Já escutou o último episódio do GUARÊ, o podcast do H2FOZ? OUÇA AGORA

É proibida a reprodução total ou parcial deste conteúdo sem prévia autorização do H2FOZ.

NEGÓCIOS

Esta página faz parte da seção Negócios e não integra o conteúdo jornalístico do H2FOZ.