Mortes por covid: proporcionalmente, Paraguai sobe ao 2º lugar no continente, atrás apenas do gigante

A própria Vigilância de Saúde do Paraguai alertou: no fechamento da última semana epidemiológica, o Paraguai registrou a média móvel de 6,17 mortes diárias a cada 1 milhão de habitantes, informa o jornal Última Hora, subindo assim para o 2º lugar no continente.

“Verdade crua”, comenta o jornal. Depois de permanecer por meses entre os países com menor número de mortes por milhão de habitantes, na América do Sul, agora o Paraguai está abaixo apenas do Brasil, onde a última média móvel diária de mortes por milhão de habitantes foi de 11,96, liderança absoluta em todas as Américas.

O mais grave, para o Paraguai (assim como para o Brasil), é que a tendência do indicador é crescente. Segundo o jornal, o país se aproxima da situação mais crítica reportada na Europa (7,30 mortes por milhão) e na América do Norte (8,38 mortes por milhão de habitantes).

Quando a média no país chegou a 8 mortes por milhão, apontada pelo Instituto de Métricas e Avaliação da Saúde, dos Estados Unidos, 90% das regiões estudadas impuseram restrições para mitigar a gravidade da epidemia.

A Vigilância da Saúde do Paraguai indica que, seguindo a tendência e dentro de uma previsão geral, o tempo para duplicar o total de mortes atual é de 74,6 dias, mostrando uma aceleração desde inícios de março.

Se os números continuam como agora, diz o Última Hora, calcula-se que já na terceira semana de abril o país atingirá 4.813 mortes pelo coronavírus, ou 816 óbitos a mais nos próximos 21 dias.

Quanto aos casos confirmados, serão 47.484 a mais no período de três semanas, acumulando assim 254.299 casos.

No informe de segunda-feira, 29, o Paraguai registrou 1.770 novos casos, elevando o total para 210.425 desde o início da pandemia.

Mais 50 paraguaios morreram da doença, entre domingo e segunda-feira, 29, elevando o total para 4.113.

Entre os mortos, 4 tinham idades entre 20 e 39 anos; 17, entre 40 e 59 anos; e 29 tinham 60 anos ou mais.

No domingo, 28, o Paraguai registrou novo recorde de mortes em 24 horas: 60.

Gostou do texto? Contribua para ampliar o jornalismo em Foz do Iguaçu. ASSINE JÁ

Claudio Dalla Benetta - H2FOZ

Cláudio Dalla Benetta é repórter do H2FOZ. e-mail: [email protected] Veja mais mais conteúdo do autor.

error: O conteúdo é de exclusividade do H2Foz.