H2FOZ | Notícias | Foz do Iguaçu
  1. Home
  2. Planeta Foz

Parque Nacional do Iguaçu

Criado em 1939, por decreto do Presidente Getúlio Vargas, o Parque Nacional do Iguaçu, - "berço" das Cataratas do Iguaçu - tem uma área de 185 mil hectares. Seus limites situam-se desde o rio Gonçalves Dias, com nascente em Santa Tereza até o rio São João, além das Cataratas. Foi administrado pelo Ibama - Instituto Brasileiro dos Recursos Naturais Renováveis e do Meio Ambiente e atualmente pelo ICMBio - Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade. 

Sua história, no entanto, começa no ano de 1916 e se constitui numa das páginas mais lindas da história de Foz do Iguaçu: a passagem por aqui, de Alberto Santos Dumont, o "Pai da Aviação", - na verdade, o grande e legítimo "fundador" ou "criador" do Parque Nacional do Iguaçu. Aquela imensa área, só separada da Argentina pelo rio Iguaçu, pertencia ao uruguaio Jesus Val, na época radicado naquele vizinho país.

No ano de 1916, o pioneiro Frederico Engel Rios, o primeiro hoteleiro de Foz do Iguaçu, soube da estadia de Santos Dumont em território argentino, segundo relato de sua filha, a saudosa Elfrida Engel Rios, já falecida, concedido ao repórter Chico de Alencar, em 1980 quando o histórico e singular episódio começou a ganhar repercussão nacional, culminando com a instalação de uma estátua do ilustre brasileiro bem em frente do ponto de melhor observação das Cataratas, graças ao apoio da Itaipu Binacional, Vasp e ao reconhecimento do Ministério da Aeronáutica. 

Convidado a conhecer aquele espetáculo deslumbrante da natureza pelo primeiro prefeito de Foz do Iguaçu, Jorge Schimmelpfeng, Santos Dumont veio a Foz (na época Vila Iguassú), hospedando-se no Hotel Brasil, de propriedade de Frederico e Carolina Engel, pais de Elfrida. 

Dali ele foi convidado a visitar as Cataratas e, ao se deparar com a exuberância e a beleza do lugar, comprometeu-se a reivindicar, junto ao Presidente do Estado do Paraná, Affonso Alves de Camargo, para que aquela imensa e privilegiada área fosse desapropriada e tornada patrimônio público. 
No dia 27 de abril de 1916 Santos Dumont partiu de Foz rumo à Curitiba e, três meses depois surgia o Decreto nº 653, de 28/7/1916, declarando de utilidade pública uma área de 1.008 hectares. O decreto foi assinado por Affonso Alves de Camargo e Caetano Munhoz da Rocha. 

Somente em 1939 (19/1), por decreto do Presidente Getúlio Vargas, era criado o Parque Nacional do Iguaçu, com a área de 156.235.77 hectares. 

Fonte: Livro Foz do Iguaçu - Retratos, junho de 1997

X