Mesmo com recorde de mortes mundial, há paraguaios que recusam vacina

Apoie! Siga-nos no