GAECO cumpre 4 mandados em Foz; investigação apura atuação de facção criminosa em presídios

Operação Dominó cumpriu uma ordem judicial dentro da penitenciária que fica no município.

Agentes do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO), do Ministério Público do Paraná (MPPR), cumpriram quatro mandados de busca e apreensão em Foz do Iguaçu na manhã desta sexta-feira, 12.

Os alvos foram pessoas investigadas por supostamente integrarem uma facção criminosa que atua dentro de presídios. Uma das ordens expedidas pela 3ª Vara Criminal foi cumprida no interior da penitenciária estadual que fica no município.

A Operação Dominó é um “desdobramento da Operação Sicário, deflagrada em três fases pelo núcleo do GAECO de Londrina”, nos anos de 2019 e 2020, informou O MPPR. A ação em Foz do Iguaçu contou com o apoio do 14º Batalhão de Polícia Militar e do Departamento Penitenciário do Paraná (Depen).

Conforme a promotoria, uma das pessoas alvo da operação foi presa nesta madrugada, pela Guarda Municipal, em via pública. Ele tinha mandado de prisão expedido na quinta-feira, 11, pelo juiz da Vara de Execuções Penais.

Crime a partir dos presídios

A Sicário, da qual originou a Operação Dominó, em Foz do Iguaçu, combate uma organização criminosa com ramificação em presídios de diversos estados, principalmente nas cidades do Norte do Paraná. Essa facção seria responsável pelos seguintes crimes:

– tráfico de drogas;

– associação para o tráfico;

– comercialização e porte de armas;

-sequestro de pessoas e cárcere privado;

– crimes patrimoniais (roubos, latrocínios, estelionatos); e

– homicídios e tentativas de homicídio.

Em julho de 2019, o GAECO reuniu uma força-tarefa com quase 300 agentes públicos para cumprir 68 mandados de prisão preventiva e 80 de busca e apreensão em 38 cidades paranaenses, a maioria na região de Londrina, e um em município paulista. “Parte dos crimes tem como foco a obtenção de recursos para manutenção das atividades da facção”, informou o MPPR à época

Em setembro do ano passado, sete réus envolvidos no tráfico de drogas denunciados pelo Ministério Público do Paraná a partir da Operação Sicário foram condenados em Londrina. Seis deles haviam sido alvos da Operação Sicário, deflagrada em julho de 2019.

Gostou do texto? Contribua para ampliar o jornalismo em Foz do Iguaçu. ASSINE JÁ

Paulo Bogler - H2FOZ

Paulo Bogler é repórter do H2FOZ. e-mail: [email protected] Veja mais mais conteúdo do autor.

error: O conteúdo é de exclusividade do H2Foz.