Exames mostraram a presença da mutação do vírus no Paraná, mas só em casos importados. Foto Sesa

Terceiro caso da variante delta é confirmado no Paraná

Não há transmissão comunitária da nova cepa, afirma a Secretaria de Estado da Saúde.

Um homem de 74 anos é o terceiro caso confirmado da variante delta do coronavírus no Paraná. Esposo da mulher que foi a primeira ocorrência positiva da nova cepa no estado, em junho, ele mora em Apucarana (PR). As informações foram divulgadas nesta quarta-feira, 7, pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa).

A confirmação ocorreu por sequenciamento genômico do vírus SARS-CoV-2 realizado pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), no Rio de Janeiro (RJ), informou a Sesa. O idoso apresentou sintomas em 21 de abril e foi internado uma semana depois, no dia 28, depois de coletar material para exame RT-PCR.

“O exame foi encaminhado para o Laboratório Central do Estado e posteriormente para sequenciamento genômico”, informou a Secretaria de Saúde do Paraná. O paciente recebeu alta hospitalar em 20 de maio, seguindo sob cuidados em sua casa.

“O caso não caracteriza transmissão comunitária por se tratar de contato próximo ao primeiro caso divulgado, sendo considerado pela vigilância epidemiológica transmissão local”, informou a Sesa.

Os dois primeiros casos da variante delta no Paraná também ocorreram em Apucarana. O segundo diagnóstico foi de uma mulher grávida, de 42 anos, vinda do Japão, que faleceu três dias após ter sido internada, por complicações da doença. O filho sobreviveu.

Durante a pandemia, há circulação no estado de 24 linhagens de SARS-CoV-2, o vírus que provoca a covid-19.

Paulo Bogler - H2FOZ

Paulo Bogler é jornalista e repórter do H2FOZ. e-mail: [email protected] Veja mais mais conteúdo do autor.

Paulo Bogler - H2FOZ tem 1162 posts e contando. Ver todos os posts de Paulo Bogler - H2FOZ