Bombeiros do Paraná partem para Petrópolis com missão de ajudar no resgate de vítimas e em buscas

Bombeiros, moradores e voluntários trabalham no local de um deslizamento - Foto: Tânia Rêgo/ABr

São profissionais especializados, com formação e experiência, além de cães de faro.

O Paraná enviou neste sábado, 19, a primeira equipe do Corpo de Bombeiros para dar apoio à cidade de Petrópolis (RJ), que vivencia uma tragédia decorrente de fortes chuvas. O objetivo do grupo, que inclui cães de faro, é ajudar no resgate de vítimas e em buscas nos escombros.

WHATSAPP – Assine a nossa linha de transmissão.

TELEGRAM – Entre em nosso grupo.

Outro grupo parte no final da tarde, em um avião do Governo do Paraná. O estado está enviando dez bombeiros especializados e quatro cães de faro, com previsão inicial de permanecer por sete dias na missão de auxílio em Petrópolis.

“Nossa equipe se juntará com outros bombeiros da federação que já estão trabalhando nos pontos atingidos pelas chuvas”, afirmou o comandante do Corpo de Bombeiros, coronel Manoel Vasco de Figueiredo Júnior. Ele relatou que o pedido veio do Governo do Rio de Janeiro e do Conselho Nacional dos Corpos de Bombeiros Militares do Brasil (Ligabom).

Saída da equipe especializada do Corpo de Bombeiros do Paraná – Foto: José Fernando Ogura/AEN

Os profissionais escolhidos possuem curso e experiência para atuar nessa situação. O Corpo de Bombeiros do Paraná já participou de ações semelhantes à de Petrópolis em Brumadinho (MG) e no deslizamento de terra em Itajaí (SC), no ano de 2008, entre outras ações.
A cidade de Petrópolis fica na região serrana do Rio. Conforme informações na Defesa Civil, o número de mortes subiu para 139 neste sábado. O Instituto Médico-Legal (IML) do Rio de Janeiro identificou 91 corpos de vítimas da tragédia no município.

Solidariedade

A cidade fluminense foi assolada por um temporal na última terça-feira, 15, e enfrenta até este sábado a chuva que torna o tempo instável. “O solo encharcado e o retorno da chuva durante os dias representam riscos de novos deslizamentos”, reportou a Agência Brasil.

O Corpo de Bombeiros do Paraná já prestou apoio em outras situações semelhantes em vários estados brasileiros. Em 2008, os profissionais atuaram em e, também, no rompimento da Represa de Algodões, no ano seguinte, no Piauí. A operação mais recente foi em 2019, na cidade de Brumadinho, em Minas Gerais.

(Com informações da Agência Estadual de Notícias e Agência Brasil)

Gostou do texto? Contribua para ampliar o jornalismo em Foz do Iguaçu. ASSINE JÁ

Já escutou o último episódio do GUARÊ, o podcast do H2FOZ? OUÇA AGORA

É proibida a reprodução total ou parcial deste conteúdo sem prévia autorização do H2FOZ.

Paulo Bogler - H2FOZ

Paulo Bogler é jornalista e repórter do H2FOZ. e-mail: [email protected] Veja mais mais conteúdo do autor.