Proposta é fazer de Foz também um destino de Natal. Foto Divulgação

Natal de Águas e Luzes marca início de nova tradição de Foz

Proposta elaborada pela Itaipu e produzida pela Celebra Eventos vai ser abraçada pela Prefeitura e empresariado local

Um dos roteiros de natureza e da engenharia humana mais conhecidos do planeta, Foz do Iguaçu, na fronteira do Brasil com o Paraguai e a Argentina, vem ampliando seu portfólio de atrativos para dar mais opções e conforto para moradores e turistas. A mais nova aposta é se consolidar, com início já neste ano, também como destino natalino.

Para isso, a Itaipu desenvolveu uma proposta inovadora, com uso de elementos e tecnologias sustentáveis e modernas para criar o Natal de Águas e Luzes, uma referência às Cataratas do Iguaçu, cartão-postal da cidade, e também à própria usina hidrelétrica, a maior em produtividade e recordista em geração de energia.

A temática é inspirada na fauna e na flora da região. A decoração prevê impacto numa área de aproximadamente 74 mil metros quadrados, distribuídos por um circuito de 37 quilômetros. O Natal de Águas e Luzes é modular, ou seja, pode ser adaptado ao aporte de recursos conforme a adesão do empresariado. O projeto, que tem como incentivadores a Itaipu e parceiros do Codefoz, foi apresentado na última sexta-feira, 13, numa reunião extraordinária do programa Acelera Foz.

O projeto foi apresentado em reunião do Codefoz. Foto Divulgação

A apresentação reuniu o prefeito de Foz, Chico Brasileiro, e representantes de todos os segmentos. A proposta foi levada pelo vice-presidente do Codefoz, coronel Robson Oliveira, que é também chefe de gabinete do diretor-geral brasileiro de Itaipu, general João Francisco Ferreira, e pelo major Washington Vasconcelos Santana, assessor especial do general e a equipe de Comunicação Social e de Turismo da Itaipu.

O Natal de Águas e Luzes foi idealizado pela jornalista Patrícia Iunovich, chefe da Comunicação Social e de Turismo da Itaipu, em
conjunto com a gerente de Relações Públicas, Rebecca Montanheiro, e a assistente da área de Turismo do lado brasileiro da binacional, Aline Teigão. A produção é da Celebra Eventos.

“O Natal de Águas e de Luzes é uma construção. A ideia é que a partir do detalhamento do projeto para a Prefeitura e para a sociedade civil organizada, ele passe por adaptações para garantir uma proposta democrática, encantadora e que crie a percepção de pertencimento nos iguaçuenses”, diz o general Ferreira.

DETALHES DO PROJETO

Durante uma hora, a empresária Kássia Gomes e a jornalista Patrícia Iunovich detalharam o projeto, que leva em consideração as principais vias da cidade e os bairros populosos. Como todos os anos, o ponto alto se concentrará no Gramadão da Vila A, com a Vila de Natal, e na Praça da Paz, onde ocorrerão as apresentações artísticas, como autos de Natal, entre outras, além da própria decoração.

De pronto, o prefeito agradeceu e elogiou muito a iniciativa. Ele garantiu que vai abraçar o projeto e trabalhar para que os empresários e comerciantes invistam na proposta. “No passado, muita gente achava que fazer um belo Natal era jogar dinheiro fora. Esse conceito está ultrapassado. O Natal é um produto que movimenta toda a economia, gera renda e dá visibilidade ao destino”, afirmou.

Na mesma linha, Patrícia disse que a implantação do Natal de Águas e Luzes vai trazer inúmeros benefícios para a fronteira. “Do ambulante ao grande hoteleiro, o ganho é geral, tanto na questão financeira como na social e turística. Nossa proposta foi respeitar os moradores, ouvindo o que gostariam de ter no Natal, e ao mesmo tempo criar uma nova marca para a cidade”.

Robson e Vasconcelos, que são baianos, fizeram um paralelo do Natal como evento a um produto que eles conhecem bastante e virou referência internacional: o Carnaval. Além de garantir o apoio ao Natal de Águas e Luzes, ambos lembraram que, se houver envolvimento da iniciativa privada em parceria com os entes públicos, como Itaipu e prefeitura, a proposta tem tudo para dar certo. O presidente da Acifi, Faisal Ismail, disse que não medirá esforços para mobilizar todos os setores e dar o pontapé inicial no projeto.

COMO SERÁ

O circuito tem como proposta inicial 33 pontos, que poderão ser incluídos ou adaptados. Durante a apresentação, que lotou o salão do Codefoz, dentro dos limites previstos nos cuidados preventivos contra a covid-19, foi feito um pedido para incluir no roteiro a Ponte da Amizade.

O roteiro do Natal de Águas e Luzes inclui a Praça das Águas, com projeção, árvore, cortina de água, chafariz e túnel, com cores branca e azul. Também prevê o vale das borboletas, o espaço das renas, o refúgio das capivaras, a avenidas das estrelas, o caminho nevado e árvores decoradas com elementos que lembram a fauna da região. E, ainda, a Avenida dos Presentes.

O circuito prevê ainda uma Feira de Natal, com gastronomia e artesanato da tríplice fronteira; uma parada de Natal na Avenida Paraná; shows; oficinas para capacitar os artesãos a fazerem souvenires com a temática do Natal de Foz, o que movimentará uma boa cadeia de empregos, como para costureiras e artistas plásticos. Haverá ainda guias e roteiros diferenciados de ônibus para conhecer e tirar fotos dos pontos decorados.

Gostou do texto? Contribua para ampliar o jornalismo em Foz do Iguaçu. ASSINE JÁ

Assessoria

Este texto é de responsabilidade de assessoria da imprensa institucional e/ou empresarial. Veja mais conteúdo do autor.

Assessoria tem 541 posts e contando. Ver todos os posts de Assessoria

error: O conteúdo protegido !!! Este conteúdo e de exclusividade do H2FOZ.