Novo Estarfi começa a funcionar em 18 maio, se nada mudar

Objetivo é tornar mais funcional o serviço e gerar economia ao município, segundo o Foztrans - Foto: Marcos Labanca/Arquivo

Sistema por aplicativo substitui os parquímetros, desativados em dezembro.

O novo sistema de estacionamento regulamentado em Foz do Iguaçu, o Estarfi, deverá entrar em funcionamento em 18 de maio. O anúncio foi feito pelo superintendente do Instituto de Transportes e Trânsito, Licério Santos, em entrevista no programa Marco Zero, produção do H2FOZ e Rádio Clube FM.

WHATSAPP – Assine a nossa linha de transmissão.

TELEGRAM – Entre em nosso grupo.

O serviço será por aplicativo, substituindo os parquímetros, que foram desativados em dezembro do ano passado. A gestão de trânsito prevê que o sistema deverá ser mais funcional, gerar economia aos cofres públicos e aumentar a rotatividade de vagas nas vias.

A liberação do app para baixar ocorrerá assim que for finalizada a parceria com a segunda loja de armazenamento da ferramenta. Será possível fazer pagamento em dinheiro, em Pix ou cartão, e a compra em cerca de 50 pontos comerciais, que estão sendo estabelecidos pela empresa contratada para operar o novo Estarfi.

“No dia 18 de maio, inicia o novo sistema. Podemos alterar essa data, mas não pretendemos”, declarou Licério na entrevista. “Para tudo isso acontecer, vem sendo feita capacitação, treinamento, decisão da forma de atuação, para chegar no dia e tudo funcionar bem ao usuário”, complementou.

Segundo o diretor do Foztrans, após o início do serviço, previsto para o próximo dia 18, haverá um tempo de informação, sem notificar os motoristas. “Não vai começar a ser feito a notificação de imediato. Vamos trabalhar uma semana fazendo a informação para o usuário”, afirmou o gestor público.

As monitoras de trânsito farão a distribuição de fôlderes informativos, orientando o passo a passo do serviço. “Uma preocupação importante que a gente teve é não mexer muito. Não mudamos o tempo de uso, o valor cobrado. E o aplicativo será próprio do Foztrans, intuitivo, funcional e com mais facilidades, inclusive de recuperação de créditos”, pontuou Licério Santos.

Gostou do texto? Contribua para ampliar o jornalismo em Foz do Iguaçu. ASSINE JÁ

Já escutou o último episódio do GUARÊ, o podcast do H2FOZ? OUÇA AGORA

É proibida a reprodução total ou parcial deste conteúdo sem prévia autorização do H2FOZ.

Paulo Bogler - H2FOZ

Paulo Bogler é jornalista e repórter do H2FOZ. e-mail: [email protected] Veja mais mais conteúdo do autor.