Rodoviários iniciam greve do transporte coletivo em Foz do Iguaçu

Pauta inclui o pagamento de direitos trabalhistas e a recontratação de profissionais demitidos na pandemia, principalmente de cobradores.

Trabalhadores do transporte rodoviário iguaçuense iniciaram greve às 8h desta terça-feira, 15, e instalaram uma assembleia permanente da categoria. Os ônibus começaram a parar ao entrar no Terminal de Transporte Urbano (TTU).

De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários (Sitrofi), os profissionais avaliarão se colocarão para circular veículos para o deslocamento de passageiros nos turnos do meio-dia e da tarde. A entidade afirma que o movimento é por tempo indeterminado.

Os rodoviários reivindicam o pagamento do vale-alimentação, que tem atraso de até sete meses, e o pagamento dos salários de dezembro. Exigem também a quitação de passivos trabalhistas resultantes de rescisões de contratos durante a pandemia.

A pauta ainda inclui a efetivação da primeira parcela do 13º salário, que deveria ter sido paga no final de novembro, e garantias para o pagamento integral do benefício. Até o momento, apenas uma das três empresas do Consórcio Sorriso quitou a primeira parte do benefício, segundo o Sitrofi.

Os rodoviários pedem a recontratação e o retorno às funções de cobradores nos ônibus. De acordo com o sindicato, esse segmento profissional foi “suprimido” do transporte coletivo iguaçuense. O fim das demissões também está na lista de reivindicações.

Devido à intervenção, desde o início de dezembro, a Prefeitura de Foz do Iguaçu assumiu o serviço de transporte coletivo municipal. Em nota divulgada nessa segunda-feira, 14 (abaixo, na íntegra), a gestão afirmou que desde então implantou melhorias e que enviará projeto à Câmara Municipal para cobrir o que chamou de “déficit no sistema no período de intervenção”.

Íntegra da nota da prefeitura:

NOTA – GREVE DO TRANSPORTE COLETIVO

Tendo em vista o anúncio de paralisação do transporte coletivo pelo sindicato da categoria, previsto para esta terça-feira (15), o Governo Municipal de Foz do Iguaçu informa que desde o início da intervenção, no dia 2 de dezembro, o município já colocou em circulação 5 novos ônibus, contratou 7 novos motoristas e ampliou 15 horários de linhas.

O acompanhamento das linhas, com relação à ocupação dos ônibus, também é feito diariamente, a fim de ajustar a quantidade de veículos conforme a demanda de cada região.

Além de melhorar a qualidade do transporte para os usuários, o município está garantindo o pagamento dos salários dos trabalhadores e já colocou em dia 100% do vale alimentação deste mês para a empresa Cidade Verde e 70% para os trabalhadores da empresa Transbalan, com o compromisso de garantir os demais 30% até sexta-feira, 18 de dezembro.

O Governo Municipal enviará hoje à tarde para a Câmara de Vereadores um projeto de lei para aprovação de um crédito que irá custear o déficit do sistema no período da intervenção, incluindo o 13º salário dos trabalhadores. O prefeito Chico Brasileiro também assegurou que cinco novos ônibus serão colocados em circulação nos próximos dias.

A intervenção foi decretada por até 180 dias devido ao descumprimento do Consórcio Sorriso de suas obrigações tributárias, previdenciárias, trabalhistas, além da deficiência na qualidade da prestação do serviço.

Paulo Bogler - H2FOZ

Paulo Bogler é repórter do H2FOZ. e-mail: [email protected] Veja mais mais conteúdo do autor.

error: O conteúdo é de exclusividade do H2Foz.