Rodoviários iniciam greve do transporte coletivo em Foz do Iguaçu

Pauta inclui o pagamento de direitos trabalhistas e a recontratação de profissionais demitidos na pandemia, principalmente de cobradores.

Trabalhadores do transporte rodoviário iguaçuense iniciaram greve às 8h desta terça-feira, 15, e instalaram uma assembleia permanente da categoria. Os ônibus começaram a parar ao entrar no Terminal de Transporte Urbano (TTU).

De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários (Sitrofi), os profissionais avaliarão se colocarão para circular veículos para o deslocamento de passageiros nos turnos do meio-dia e da tarde. A entidade afirma que o movimento é por tempo indeterminado.

Os rodoviários reivindicam o pagamento do vale-alimentação, que tem atraso de até sete meses, e o pagamento dos salários de dezembro. Exigem também a quitação de passivos trabalhistas resultantes de rescisões de contratos durante a pandemia.

A pauta ainda inclui a efetivação da primeira parcela do 13º salário, que deveria ter sido paga no final de novembro, e garantias para o pagamento integral do benefício. Até o momento, apenas uma das três empresas do Consórcio Sorriso quitou a primeira parte do benefício, segundo o Sitrofi.

Os rodoviários pedem a recontratação e o retorno às funções de cobradores nos ônibus. De acordo com o sindicato, esse segmento profissional foi “suprimido” do transporte coletivo iguaçuense. O fim das demissões também está na lista de reivindicações.

Devido à intervenção, desde o início de dezembro, a Prefeitura de Foz do Iguaçu assumiu o serviço de transporte coletivo municipal. Em nota divulgada nessa segunda-feira, 14 (abaixo, na íntegra), a gestão afirmou que desde então implantou melhorias e que enviará projeto à Câmara Municipal para cobrir o que chamou de “déficit no sistema no período de intervenção”.

Íntegra da nota da prefeitura:

NOTA – GREVE DO TRANSPORTE COLETIVO

Tendo em vista o anúncio de paralisação do transporte coletivo pelo sindicato da categoria, previsto para esta terça-feira (15), o Governo Municipal de Foz do Iguaçu informa que desde o início da intervenção, no dia 2 de dezembro, o município já colocou em circulação 5 novos ônibus, contratou 7 novos motoristas e ampliou 15 horários de linhas.

O acompanhamento das linhas, com relação à ocupação dos ônibus, também é feito diariamente, a fim de ajustar a quantidade de veículos conforme a demanda de cada região.

Além de melhorar a qualidade do transporte para os usuários, o município está garantindo o pagamento dos salários dos trabalhadores e já colocou em dia 100% do vale alimentação deste mês para a empresa Cidade Verde e 70% para os trabalhadores da empresa Transbalan, com o compromisso de garantir os demais 30% até sexta-feira, 18 de dezembro.

O Governo Municipal enviará hoje à tarde para a Câmara de Vereadores um projeto de lei para aprovação de um crédito que irá custear o déficit do sistema no período da intervenção, incluindo o 13º salário dos trabalhadores. O prefeito Chico Brasileiro também assegurou que cinco novos ônibus serão colocados em circulação nos próximos dias.

A intervenção foi decretada por até 180 dias devido ao descumprimento do Consórcio Sorriso de suas obrigações tributárias, previdenciárias, trabalhistas, além da deficiência na qualidade da prestação do serviço.

Gostou do texto? Contribua para ampliar o jornalismo em Foz do Iguaçu. ASSINE JÁ

Paulo Bogler - H2FOZ

Paulo Bogler é repórter do H2FOZ. e-mail: [email protected] Veja mais mais conteúdo do autor.

error: O conteúdo é de exclusividade do H2Foz.