Sem parquímetros: Estarfi não terá cobrança até novo sistema operar

Novo sistma promete melhorar os procedimentos do estacionamento regualmentado - Foto: Marcos Labanca
Siga a gente no

Estacionamento regulamentado passará a ser por aplicativo de celular; assista à entrevista com o superintendente do Foztrans, Licério Santos.

O Instituto de Transportes e Trânsito iniciou a retirada dos parquímetros do estacionamento regulamentado de Foz do Iguaçu (Estarfi), nesta quinta-feira, 9, para dar lugar à implantação de um novo sistema. De acordo com a assessoria de comunicação da prefeitura, até que entre em vigor o próximo modelo, não haverá cobrança nem notificações para estacionar.

O funcionamento do Estarfi passará a ser por aplicativo de celular. Conforme o superintendente do Foztrans, Licério Santos, o objetivo é tornar mais ágeis os pagamentos realizados pelos usuários e a operação mais moderna e menos onerosa aos cofres públicos, apontou durante entrevista no programa Marco Zero.

Assista à entrevista:

Enquanto ocorre a implantação das funcionalidades do Estarfi, os motoristas devem observar a obrigatoriedade da rotatividade das vagas – máximo de duas horas no estacionamento – e dos espaços prioritários. As orientadoras permanecerão nas vias públicas fiscalizando e prestando informações.

“Esse novo sistema é um avanço, praticamente todas as cidades estão abolindo o parquímetro, justamente por ser uma tecnologia ultrapassada. Em Foz do Iguaçu, estamos há três décadas com esses equipamentos”, afirmou Licério. “Vamos ter uma economicidade aos cofres públicos e, muito importante, uma praticidade aos usuários”, pontuou.

“Hoje, qualquer atividade por aplicativo reduz tempo, não é necessário ir aos locais. Com o aplicativo, o usuário não precisará mais ir ao Estarfi para fazer a regularização”, disse. “Com é hoje, muitas vezes as pessoas esquecem da notificação, que acaba virando multa. Isso vai reduzir com a facilidade da tecnologia”, defendeu o dirigente do Instituto de Trânsito.

Na entrevista, Licério Santos informou que haverá de 50 a 90 pontos de venda de crédito do aplicativo de Estarfi, com remuneração aos comerciantes. O usuário ainda terá como vantagem a praticidade do uso do app, a facilidade da compra e recarga – a pessoa estabelecerá o quanto vai comprar –, a simplificação da regularização e as funcionalidades da nova ferramenta.

A preocupação é quanto às pessoas com pouco domínio da tecnologia ou com acesso limitado à internet. O procedimento de notificação, quando o sistema estiver implementado, no início de 2022, continuará seguindo a notificação com prazo de regularização (hoje, de sete dias). Segundo o Foztrans, as 40 orientadoras de trânsito do Estarfi continuarão fazendo a função, sem demissões.

Como deverá ser o novo sistema:

– condutores poderão fazer a compra utilizando moedas e cédulas, além de cartão de crédito ou débito ou pix;

– previsão de maior observância à rotatividade nas vagas de trânsito regulamentado, beneficiando todo o setor de comércio e serviços;

– substituição dos parquímetros por tecnologia OCR (reconhecimento óptico de caracteres), com verificação do tempo de permanência nas vagas e de placas de veículos furtados e roubados.

É proibida a reprodução total ou parcial deste conteúdo sem prévia autorização do H2FOZ.

Paulo Bogler - H2FOZ

Paulo Bogler é jornalista e repórter do H2FOZ. e-mail: [email protected] Veja mais mais conteúdo do autor.

-->