Terça-feira de paralisação no transporte coletivo em Foz do Iguaçu

Trabalhadores do transporte coletivo de Foz do Iguaçu cruzaram os braços, na manhã desta terça-feira (13), em protesto contra a falta de acordo nas negociações com as empresas integrantes do Consórcio Sorriso, operador do sistema, em torno de temas como reposição salarial e pagamento de benefícios.

A paralisação teve início por volta das 9h, à medida que os ônibus que estavam nos bairros foram chegando ao Terminal de Transporte Urbano (TTU), área central da cidade.

A previsão inicial é que a interrupção no serviço seja mantida até as 17h, com breve retomada de alguns itinerários entre as 11h e as 13h. Das 17h em diante, por sua vez, os ônibus devem rodar pelo menos até as 20h. A decisão sobre a forma de retorno da circulação dos coletivos será tomada durante assembleia geral da categoria.

Em ofício datado do último dia 6, endereçado ao Instituto de Transportes e Trânsito de Foz do Iguaçu (Foztrans), o Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários (Sitro-FI) informa que não houve avanço nas negociações com o Consórcio Sorriso quanto à renovação do Acordo Coletivo de Trabalho.

Entre as principais queixas de motoristas e demais funcionários, destaque para a redução no valor ou até mesmo o corte no pagamento da cesta básica mensal estabelecido em acordo anterior. A indefinição quanto à reposição da inflação é outra das inquietações da categoria.

Em razão da pandemia, o transporte coletivo de Foz do Iguaçu segue operando com frequências e horários reduzidos, o que gera constantes reclamações dos passageiros. Caso os problemas que levaram ao impasse desta terça não sejam solucionados, novas paralisações podem ocorrer nos próximos dias.

Gostou do texto? Contribua para ampliar o jornalismo em Foz do Iguaçu. ASSINE JÁ

Guilherme Wojciechowski - H2FOZ

Guilherme Wojciechowski é repórter colaborador do H2FOZ. E-mail: [email protected] - Veja mais mais conteúdo do autor.

error: O conteúdo é de exclusividade do H2Foz.