A cotação da moeda tem impacto direto na economia da região - Foto: Agência Brasil

Atenção, fronteira. Dólar vai a R$ 5,42 e fecha no maior patamar desde maio

Mais notas no blog: vereador de Foz quer opção de quitação antes do corte de água e luz; em meio à escassez de ônibus, um horário extra; pedágio: Justiça Federal aceita denúncia; e o Mais Verão vem aí.

O dólar ultrapassou o valor de R$ 5,40 nesta quinta-feira, fechando a cotação no nível mais alto desde maio deste ano. O dólar comercial terminou o dia valendo R$ 5,423, com alta de R$ 0,048 (+0,89%), após ter atingido R$ 5,45. As informações são das agências Brasil e Reuters.

Especialistas atribuem a alta principalmente a tensões no mercado financeiro internacional. A moeda alta interfere diretamente na economia da fronteira de Foz do Iguaçu (Brasil) e Ciudad del Este (Paraguai), especialmente no turismo de compras.

Opção de quitação antes do corte de água e luz

O vereador Jairo Cardoso (DEM) apresentou projeto na Câmara de Foz do Iguaçu que torna obrigatório que a Sanepar e a Copel ofereçam ao consumidor a opção de pagamento antes do corte de água e luz. “O pagamento do débito deverá ser ofertado no mesmo dia e em momento anterior à suspensão do serviço, nas opções débito, crédito, dinheiro ou via PIX”, diz um artigo da proposta.

As duas concessionárias de serviços públicos são estaduais. Cita o edil que proposta semelhante foi aprovada em Franca (SP) e Rio de Janeiro (RJ).

Em meio à escassez de ônibus, um horário extra

O Foztrans informou que, a partir do próximo dia 20, a Linha 200 – Gleba Guarani, na viagem extra saindo do bairro às 6h15, passará a atender à UPA João Samek. O itinerário (clique aqui para ver o mapa) abrange a Avenida Gramado, Rua Guarujá, Avenida Silvio Américo Sasdelli, Rua Pilar e Rua Guaratinguetá.

Pedágio: Justiça Federal aceita denúncia

A Justiça Federal aceitou denúncia do Ministério Público Federal (MPF), no âmbito da Operação Integração, que investiga crimes envolvendo o pagamento de propina pela concessionária Econorte para a manutenção dos contratos de concessão de pedágios.

Segundo o MPF, seis réus foram denunciados por peculato e lavagem de dinheiro. O órgão pede prisão e multa de, no mínimo, R$ 516.911,89, além de bloqueio dos bens.

O Mais Verão vem aí

Municípios lindeiros ao Lago de Itaipu começaram, nessa quarta-feira, 18, a idealizar o retorno do Programa Mais Verão. A edição de 2021 era para ocorrer no começo deste ano, mas não foi possível por causa da pandemia. Pela proposta que está sendo discutida, espaços públicos e de lazer da região poderão receber atividades do final de novembro a fevereiro de 2022.

Gostou do texto? Contribua para ampliar o jornalismo em Foz do Iguaçu. ASSINE JÁ

Já escutou o último episódio do GUARÊ, o podcast do H2FOZ? OUÇA AGORA

Blog da Redação

Blog da Redação é de responsabilidade dos jornalistas do Portal H2FOZ. Veja mais mais conteúdo do autor.

Blog da Redação tem 0 posts e contando. Ver todos os posts de Blog da Redação