Câmara arquiva projeto para distribuição de Bíblias nas escolas de Foz

Entrada da Casa de Leis iguaçuense - Foto: Marcos Labanca/Arquivo

Mais notas do Blog da Redação: fere o Estado laico; protesto contra Bolsonaro; turismo no mapa; jornalistas sem meias-palavras.

Por Alexandre Palmar e Paulo Bogler

WHATSAPP – Assine a nossa linha de transmissão.

TELEGRAM – Entre em nosso grupo.

Com pareceres jurídicos contrários, a Câmara Municipal arquivou o Projeto de Lei 141/21, do vereador Jairo Cardoso (DEM), que autorizava a prefeitura a firmar parceria para distribuição de Bíblias nas escolas municipais de Foz do Iguaçu (saiba mais aqui). O edil não incluiu em sua proposição elementos sagrados das demais crenças.

Fere o Estado laico

Para o arquivamento, a Comissão de Legislação, Justiça e Redação considerou o PL inconstitucional por, entre outros motivos, ferir a pluralidade religiosa e o princípio pelo qual o Estado é laico. O Instituto Brasileiro de Administração Municipal (IBAM) deu parecer afirmando que o ente estatal deve ter uma postura de neutralidade em assuntos de fé, devido à diversidade de crenças e orientações não religiosas da população.

Protesto contra Bolsonaro

Sindicatos e coletivos sociais e populares realizam ato político e cultural contra o governo Bolsonaro em Foz do Iguaçu, neste sábado, 9, na Praça da Bíblia, integrando uma agenda nacional que ocorre nas principais cidades do país. A pauta reivindicatória cita o aumento dos preços de alimentos, gasolina, gás de cozinha e remédios, o que dificultaria as condições de vida da população.

Turismo no mapa

O Paraná possui 210 cidades no novo Mapa do Turismo Brasileiro, com 15 regiões turísticas cadastradas e reconhecidas. O documento é do Ministério do Turismo. As belezas e atrativos de Foz do Iguaçu integram a região turística denominada Cataratas do Iguaçu e Caminhos ao Lago de Itaipu.

Sem meias-palavras

“Sem meias-palavras” é o mote utilizado pela Fenaj para lembrar o Dia do Jornalista, neste 7 de abril. “O jornalista está presente diante dos fatos. Trazendo a informação de verdade. Combatendo a desinformação. Escrevendo a história. Contribuindo com a sociedade. No dia a dia. Na guerra. Na pandemia. Em todo lugar”, expõe a federação.

Gostou do texto? Contribua para ampliar o jornalismo em Foz do Iguaçu. ASSINE JÁ

Já escutou o último episódio do GUARÊ, o podcast do H2FOZ? OUÇA AGORA

É proibida a reprodução total ou parcial deste conteúdo sem prévia autorização do H2FOZ.

Blog da Redação

Blog da Redação é de responsabilidade dos jornalistas do Portal H2FOZ. Veja mais mais conteúdo do autor.