Balanço, pauta da FNP, cadeias e delegacias, fim do foro, Beto e Fernanda, nova rodoviária e fundo de campanha

(Foto: Divulgação )

Balanço

O secretário Renê Garcia (Fazenda) faz a prestação do último quadrimestre das contas do Governo do Estado no dia 30 de setembro na Assembleia Legislativa.

WHATSAPP – Assine a nossa linha de transmissão.

TELEGRAM – Entre em nosso grupo.

Renê convida

Renê Garcia já está convidando prefeitos de todo estado ao seminário gestão pública: desafios e oportunidades da administração, promovido em parceria com o Ministério Público, no dia 27 de setembro, a partir das 8h, no MPE em Curitiba.    

Pauta da FNP

O deputado Rubens Bueno (Cidadania-PR) foi escalado pela Câmara como interlocutor junto a Frente Nacional dos Prefeitos, entidade que as 400 maiores cidades. Na pauta, a redistribuição dos royalties, reformas previdenciária e tributária, PEC Paralela, Fundeb, Probidade Administrativa e o Novo Marco Legal do Saneamento Básico. “Estaremos à disposição para ajudar no que for preciso. São projetos que exigem a nossa atenção”, resumiu Bueno.

Cadeias e delegacias

Já em obras ou para começar as cadeias públicas de Foz do Iguaçu, Guaíra, Londrina e Ponta Grossa – investimento de R$ 69 milhões – e mais três delegacias (R$ 4 milhões cada) em Almirante Tamandaré, Araucária e Colombo. Com as novas cadeias, o governador Ratinho Junior espera criar mais três mil vagas no sistema penitenciário estadual.

Sem buzina

O deputado Cobra Repórter (PSD) apresentou projeto de lei que proíbe a buzina de trem no centro urbanos das cidades entre às 22h e 6h. “É um direito à saúde mental e coletiva. O tempo moderno trouxe novos dispositivos de segurança, que podem substituir a buzina dos trens durante a noite”, explicou.

Na torcida

Os deputados Ademar Traiano (PSDB), Alexandre Curi (PSB), Luiz Claudio Romanelli (PSB) e Tiago Amaral (PSB) mais o secretário Guto Silva (Casa Civil) assistiram no estádio Beira Rio, em Porto Alegre, a vitória por 2 a 1 Athlético Paranaense sobre o Internacional. O time paranaense sagrou-se campeão da Copa Brasil e garantiu vaga nas Libertadores de 2020.

Mais vagas

Com Athlético campeão, o Paraná terá seis vagas na Copa Brasil em 2020: Athlético (atual campeão), Coritiba, Londrina, Operário e Paraná. A CBF define o ranking dos times no final do campeonato brasileiro em 8 de dezembro e o Paraná deverá passar Santa Catarina no número de equipes  na competição.

Avante, pero

A presidente do Avante, Marisa Lobo, enfrenta problemas na estruturação do partido no Paraná. O presidente do diretório municipal de Curitiba, João Pereira, renunciou ao cargo. Marisa Lobo, a psicóloga da cura gay, quer ser prefeita de Curitiba.

Fim do foro

O deputado Aliel Machado (PSB) apelou ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ) que coloque em votação, com urgência, o projeto lei que prevê o fim do foro privilegiado. “Muitas autoridades utilizam do cargo para cometer ilícitos e continuam sendo protegidos pelo Foro”, disse.

Beto e Fernanda

O ex-governador Beto Richa (PSB) e a mulher, Fernanda Richa, começam a se movimentar novamente. O casal recebeu num jantar em casa mais de 20 prefeitos nesta semana em Curitiba. Notas sobre o capital político da Fernanda em Curitiba circularam na imprensa da capital.

Feira de serviços

Começa em Curitiba nesta sexta-feira, 20, o programa Governo nos Bairros – feira de serviços públicos e atendimentos gratuitos que será realizada em bairros com grande demanda nas cidades paranaenses com mais de 200 mil habitantes. A próxima cidade atendida será Londrina. A coordenação é da Secretaria Estadual da Justiça, Família e Trabalho.

Nova rodoviária

O prefeito Moacyr Fadel (Patriota) assinou a ordem de serviço para a construção da nova rodoviária em Castro. O terminal vai custar R$ 4,8 milhões, terá 2.979 m² de área construída e prazo de execução de dez meses. “Vamos investir em um terminal moderno, com estrutura eficiente para atender os usuários e das empresas que fazem o transporte estadual, interestadual e metropolitano”.

Fundo de campanha

O fundo de campanha para eleições municipais ficou em aberto na votação da Câmara dos Deputados. No próximo ano, caberá à lei orçamentária definir o valor, segundo percentual do total de emendas de bancada cuja execução é obrigatória. O orçamento, enviado pelo governo ao Congresso, destina R$ 2,5 bilhões, aumento de 48% em relação às eleições de 2018.


Da Redação ADI-PR Curitiba
Coluna publicada simultaneamente em 20 jornais e portais associados. Saiba mais em www.adipr.com.br

Gostou do texto? Contribua para ampliar o jornalismo em Foz do Iguaçu. ASSINE JÁ

Já escutou o último episódio do GUARÊ, o podcast do H2FOZ? OUÇA AGORA

É proibida a reprodução total ou parcial deste conteúdo sem prévia autorização do H2FOZ.

Paulo Bogler - H2FOZ

Paulo Bogler é jornalista e repórter do H2FOZ. e-mail: [email protected] Veja mais mais conteúdo do autor.