Grupo CCR assume aeroporto de Foz do Iguaçu no dia 31 de março

A empresa recebe o aeroporto já com a nova pista, construída com recursos da Infraero e da Itaipu. Foto: Jonathan Campos/AEN

E anunciou uma nova marca para a CCR Aeroportos, que vai administrar 16 terminais.

Vencedor da 6ª Rodada de Concessões do governo federal, conquistando as operações de 15 aeroportos brasileiros, o Grupo CCR anunciou a criação de uma nova marca para a CCR Aeroportos, divisão do grupo que gere os negócios nessa modalidade.

WHATSAPP – Assine a nossa linha de transmissão.

TELEGRAM – Entre em nosso grupo.

Esta ação acompanha a estratégia de início das operações nos 15 aeroportos, em março, e também no Aeroporto da Pampulha, concedido pelo governo de Minas Gerais.

Segundo press-release do grupo, a CCR “tem como objetivo impulsionar o desenvolvimento dos oito estados atendidos pelo modal, sendo referência na geração de negócios, promoção do turismo, criação de novos empregos, entre outros”.

As operações nos aeroportos de Foz do Iguaçu e Curitiba começam no dia 31 de março.

Antes deles, a CCR Aeroportos inicia no dia 9 de março a operação nos terminais de Londrina e Bacacheri, no Paraná; Bagé, Pelotas e Uruguaiana, no Rio Grande do Sul; Joinville, em Santa Catarina; Imperatriz, no Maranhão; Petrolina, em Pernambuco; e Palmas, no Tocantins.

No dia 24, será a vez de outros três aeroportos: Goiânia, capital de Goiás; São Luís, capital do Maranhão, e Teresina, capital do Piauí.

“A criação de uma marca exclusiva para a operação de aeroportos significa uma nova etapa do processo de expansão do Grupo no segmento aeroportuário e reforça nossos objetivos de proximidade e desenvolvimento nas regiões atendidas pelos aeroportos”, destaca Cristiane Gomes, presidente da CCR Aeroportos.

De acordo com a empresa, o investimento previsto nos aeroportos é de R$ 4,86 bilhões, ao longo de 30 anos.

Atualmente, a CCR Aeroportos opera quatro terminais, um deles no Brasil: o Aeroporto Internacional de Belo Horizonte, em Confins (MG), por meio da BH Airport, e três no exterior: Quito (Equador), Juan Santamaria (Costa Rica) e Curaçao (Antilhas Holandesas).

A divisão mantém ainda uma empresa de serviços aeroportuários nos Estados Unidos, chamada Total Airport Services (TAS). Com todas essas operações, o Grupo administra 20 aeroportos no mundo, com movimentação prevista de cerca de 40 milhões de passageiros/ano.

No Brasil, os aeroportos que irá atender poderão ultrapassar 23 milhões de passageiros, anualmente, incluindo o da Pampulha/BH e o de Confins/MG.

Gostou do texto? Contribua para ampliar o jornalismo em Foz do Iguaçu. ASSINE JÁ

Já escutou o último episódio do GUARÊ, o podcast do H2FOZ? OUÇA AGORA

É proibida a reprodução total ou parcial deste conteúdo sem prévia autorização do H2FOZ.

Claudio Dalla Benetta - H2FOZ

Cláudio Dalla Benetta é jornalista e repórter do H2FOZ. e-mail: [email protected] Veja mais mais conteúdo do autor.