Paraguai tem 60% do volume de exportação ao Mercosul; produtos foram para mais de 140 países

Barcaças de comércio exteriror transportando mercadorias - Foto: Agência IP

Maiores destinos das remessas do país vizinho são Brasil e Argentina, mas lista inclui Rússia e Estados Unidos.

Os países do Mercado Comum do Sul (Mercosul) foram o destino de 61,4% da exportação do Paraguai em 2021. Inversamente igual, as importações da nação vizinha também tiveram o bloco como a principal origem, totalizando 34,2% das entradas registradas. Os dados são de instâncias vinculadas ao Ministério da Fazenda.

WHATSAPP – Assine a nossa linha de transmissão.

TELEGRAM – Entre em nosso grupo.

O Paraguai exportou para 143 países no ano passado. Os principais compradores foram Brasil (33,7% do total de remessas), Argentina (26,1%) e Chile (9,4%). Em seguida, aparecem a Rússia (6,7%) e os Estados Unidos (2%).

“Ao fim de dezembro, as exportações totalizaram 10.547 milhões de dólares, o que é 21,6% maior ao observado no mesmo período do ano anterior”, informou a Agência IP, que faz a comunicação do governo paraguaio. Esse valor não inclui as chamadas “outras exportações”.
A carne bovina ajudou a alçar as exportações, com um aumento de 39,3%, assim como a soja, que variou 38,6% para cima. Devido à crise hídrica, a conta negativa ficou com a energia elétrica, que sofreu uma diminuição de 6,6% durante o ano que passou.

Em relação às importações, a maior demanda do Paraguai em 2021 foi por máquinas e equipamentos, atingindo 42,5%. Os recebimentos de outros países de produtos químicos, borracha e plástico totalizaram 35%.

Gostou do texto? Contribua para ampliar o jornalismo em Foz do Iguaçu. ASSINE JÁ

Já escutou o último episódio do GUARÊ, o podcast do H2FOZ? OUÇA AGORA

É proibida a reprodução total ou parcial deste conteúdo sem prévia autorização do H2FOZ.

Paulo Bogler - H2FOZ

Paulo Bogler é jornalista e repórter do H2FOZ. e-mail: [email protected] Veja mais mais conteúdo do autor.