Agentes impedem fuga de detentos do PCC no Paraguai

Plano foi descoberto na manhã de domingo (21), na Penitenciária Regional de Ciudad del Este.

Apoie! Siga-nos no Google News

Plano foi descoberto, na manhã de domingo (21), na Penitenciária Regional de Ciudad del Este.

Servidores do Grupo de Reação de Agentes Penitenciários (GRAP), do Paraguai, frustraram, na manhã desse domingo (21), um plano de fuga na Penitenciária Regional de Ciudad del Este, localizada a curta distância do Rio Paraná e do limite com Foz do Iguaçu. A situação foi detectada no pavilhão que abriga detentos ligados à facção PCC.

De acordo com fontes como o jornal Última Hora, os agentes suspeitaram das atitudes de alguns detentos e solicitaram reforço para uma vistoria completa no local. Durante o procedimento, encontraram um buraco que dava acesso ao teto do pavilhão, além de ferramentas e outros utensílios usados para perfurar a estrutura.

“A intenção era escapar à noite”, informa o jornal paraguaio, complementando que até cem reclusos poderiam chegar ao pátio externo da penitenciária, onde escalariam os muros usando ganchos e cordas feitas com lençóis.

Superlotada, a Penitenciária Regional de Ciudad del Este fica em uma área densamente povoada da capital do Alto Paraná, sendo alvo de constantes reclamações dos moradores e trabalhadores do entorno, que pedem a transferência dos detentos, o mais brevemente possível, para um novo presídio em fase de conclusão na vizinha Minga Guazú.

No último dia 7, presos ligados ao grupo criminoso brasileiro Primeiro Comando da Capital (PCC) fugiram da Penitenciária Regional de Misiones, em San Juan Bautista, Região Sul do Paraguai. Do total de 35 fugitivos, quatro continuam com paradeiro desconhecido até a manhã desta segunda-feira (22).

LEIA TAMBÉM
2 Comentários
  1. […] Penitenciária Regional de Ciudad del Este. A tática era similar à descoberta no último dia 21, quando um buraco no teto foi encontrado em uma das alas da instituição, que enfrenta problemas de […]

  2. […] Agentes impedem fuga de detentos do PCC no Paraguai […]

Comentários estão fechados.