Argentina terá paralisação dos transportes na segunda-feira (6)

Ato contra o governo de Javier Milei é organizado pela Confederação Argentina dos Trabalhadores do Transporte (CATT).

Apoie! Siga-nos no Google News

Na próxima segunda-feira (6), serviços de transporte na Argentina, como ônibus, trens e aviões, terão paralisações entre o período da manhã e o início da tarde, devido a um ato organizado pela Confederação Argentina de Trabalhadores do Transporte (CATT).

Leia também:
Entrada para o lado argentino das Cataratas custará quase R$ 200

Segundo a entidade, na data em questão, os sindicatos ligados ao setor farão assembleias com os trabalhadores, para informar a respeito dos impactos da Lei de Bases proposta pelo governo do presidente Javier Milei.

Um dos principais pontos de discordância em relação à lei em tramitação no Congresso Nacional, segundo Juan Carlos Schimid, secretário-geral da CATT, diz respeito às mudanças na tarifação do imposto de renda.

“No dia 6 de maio, pela manhã e até perto do meio-dia, serão interrompidas as atividades no transporte aéreo, terrestre, portuário e marítimo, em rechaço ao acordo fiscal que novamente sanciona o imposto sobre os ganhos”, informou Schimid, em publicação na rede social X (antigo Twitter).

Embora não detalhada, a adesão à paralisação será nacional, com impacto nas principais cidades do país. Na fronteiriça Puerto Iguazú, um dos efeitos previstos é o atraso de voos no aeroporto local.

LEIA TAMBÉM

Comentários estão fechados.