Brasileira denuncia loja e recupera dinheiro em Ciudad del Este

Escritório da Polícia Turística na cabeceira paraguaia da Ponte da Amizade. Imagem: Imago Interativa (Street View).

Ocorrência foi acompanhada por oficiais da Polícia Turística e funcionários da Direção de Defesa do Consumidor.

Uma turista brasileira, moradora de Toledo, conseguiu recuperar os cerca de R$ 500 gastos na compra de perfumes em Ciudad del Este, após desconfiar da autenticidade dos produtos. A situação ocorreu no sábado (23) e foi relatada aos oficiais da Polícia Turística, cuja central de atendimento fica na cabeceira paraguaia da Ponte da Amizade.

WHATSAPP – Assine a nossa linha de transmissão.

TELEGRAM – Entre em nosso grupo.

De acordo com os jornais ABC Color e La Clave, Carla dos Santos disse ter sido levada a uma loja de cosméticos no Shopping Bonita Kim por “guias” que entregam folhetos e fazem ofertas na entrada do Paseo San Blas. Logo após adquirir dois frascos de perfumes, desconfiou que não eram autênticos e procurou a autoridade policial.

A brasileira voltou ao estabelecimento (o La Clave cita o nome, mas o H2FOZ não conseguiu confirmar) acompanhada pelos policiais e por funcionários da Direção de Defesa do Consumidor, órgão ligado à prefeitura de Ciudad del Este. O vendedor responsável pela transação concordou em devolver o dinheiro.

A Polícia Turística do Paraguai tem alto índice de resolução de casos similares, nos quais consumidores relatam problemas com mercadorias adquiridas no comércio local ou situações como fraudes nos valores cobrados. A iniciativa faz parte das ações para requalificar a imagem da capital do Alto Paraná com o público consumidor.

Movimento

O feriado brasileiro de Tiradentes foi considerado positivo para o comércio de Ciudad del Este, com procura maior que a do período de Semana Santa e Páscoa. Os dias de maior circulação nas lojas e galerias foram sexta (22) e sábado (23), embora a quinta-feira (21) também tenha apresentado movimento acima da média.

“Donos de lojas coincidiram em assinalar que as vendas foram, inclusive, melhores que as registradas durante a Semana Santa e Páscoa”, escreve o La Clave. “As vendas nas últimas semanas foram boas, mas não superaram ainda as expectativas de muitos setores, que esperam mais consumidores.”

Gostou do texto? Contribua para ampliar o jornalismo em Foz do Iguaçu. ASSINE JÁ

Já escutou o último episódio do GUARÊ, o podcast do H2FOZ? OUÇA AGORA

É proibida a reprodução total ou parcial deste conteúdo sem prévia autorização do H2FOZ.

Guilherme Wojciechowski - H2FOZ

Guilherme Wojciechowski é repórter colaborador do H2FOZ. E-mail: [email protected] - Veja mais mais conteúdo do autor.