Cheias no RS: Receita monta posto de doações na Ponte da Amizade

Brasileiros e paraguaios que trafegam pela fronteira podem entregar donativos, que serão rapidamente enviados aos locais atingidos.

Apoie! Siga-nos no Google News

A Receita Federal do Brasil (RFB) está disponibilizando, na cabeceira brasileira da Ponte Internacional da Amizade, em Foz do Iguaçu, um ponto de coleta de donativos para envio aos moradores afetados pelas cheias no estado do Rio Grande do Sul.

Leia também:
Mortes pelas cheias no Rio Grande do Sul incluem cidadão paraguaio

Em vídeo divulgado nas redes sociais, o auditor-fiscal Marcelo Mossi Vendramini destaca que o órgão já destinou às cidades gaúchas várias cargas com produtos de primeira necessidade.


A montagem do posto na fronteira atende a uma demanda da própria comunidade da região, com muitos brasileiros residentes no Paraguai não sabendo como colaborar de forma efetiva.

“Você que está aí no Paraguai, é brasileiro, brasiguaio, paraguaio, e quer fazer suas doações, se dirija até aqui”, convida Vendramini, ressaltando que o órgão não aceita doações em dinheiro ou PIX.

“Você vai trazer as suas doações aí do Paraguai e vai se direcionar aqui na cabeceira da ponte. Vai ter uma placa aqui, uma viatura estacionada, e você vai ser direcionado para levar suas doações até o caminhão”, explica o auditor.

“A Receita Federal vai fazer um rito ágil e sumário de nacionalização dessas mercadorias e disponibilização para os irmãos do Rio Grande do Sul que tanto estão necessitando dessas doações”, detalha Vendramini.

Em Foz do Iguaçu, são vários os pontos de coleta de doações para envio aos afetados pelas cheias. Um dos mais movimentados é o quartel do Corpo de Bombeiros na Vila A, com acesso pela Avenida Paraná, em frente à Catedral Nossa Senhora de Guadalupe.

Há também mobilizações em atrativos turísticos, meios de hospedagem, agências dos Correios, supermercados e locais de chegada e partida de viajantes, como a rodoviária e o aeroporto.

Os itens mais requisitados são produtos de higiene pessoal, materiais de limpeza, água engarrafada, roupas, cobertores, calçados e alimentos não perecíveis.

LEIA TAMBÉM

Comentários estão fechados.