Com fim de subsídio, preços da gasolina e do diesel sobem no Paraguai

Preços nos postos com bandeira Petropar foram reajustados nesta quarta-feira. Imagem: Petropar / Facebook.

Lei que permitia à estatal Petropar cobrar preços mais baixos foi revogada por decisão dos parlamentares do país.

O presidente do Paraguai, Mario Abdo Benítez, promulgou, nessa terça-feira (12), a lei que elimina a concessão de subsídios à estatal Petropar. A matéria foi votada por deputados e senadores, em meio às críticas quanto à concorrência desleal em relação às distribuidoras privadas, que atendem a cerca de 85% da demanda local de combustíveis.

WHATSAPP – Assine a nossa linha de transmissão.

TELEGRAM – Entre em nosso grupo.

Como resultado do fim do subsídio, já desde esta quarta-feira (13) os preços estão mais altos nos postos com bandeira Petropar. O preço de referência do litro do diesel Porã passou a ser de G$ 8.050 (R$ 5,53), acréscimo de G$ 2.000 (R$ 1,37). Já o diesel Mbareté teve elevação de G$ 1.350 (R$ 0,93), chegando a G$ 9.670 (R$ 6,65).

Quanto à gasolina, os postos Petropar passam a operar com os seguintes referenciais: Nafta Kapé (88 octanas), a G$ 7.700 (R$ 5,29); Nafta Oikoite (93 octanas), a G$ 8.310 (R$ 5,71); e Nafta Aratirí (97 octanas), a G$ 9.590 (R$ 6,59). A alta nos preços varia entre G$ 750 (R$ 0,52) e G$ 1.400 (R$ 0,96) por litro.

Comunicado emitido pela Petropar em sua página oficial.

O anúncio do reajuste provocou correria aos postos com bandeira da estatal antes que as novas tarifas entrassem em vigor. Na manhã desta quarta, por sua vez, o movimento era pequeno, com fontes como o jornal Última Hora relatando que alguns locais, que antes tinham filas de mais de uma quadra, ficaram às moscas.

Nos postos com bandeira de distribuidores privados, não houve alteração nos preços. Para muitos motoristas brasileiros, abastecer no Paraguai continua vantajoso, embora as melhores tarifas estejam na Argentina, onde estabelecimentos em Puerto Iguazú chegam a limitar a quantidade por cliente, por risco de desabastecimento devido à procura.

Caminhoneiros

Descontentes com o aumento no diesel da Petropar, caminhoneiros bloqueiam, desde as primeiras horas da manhã, o tráfego na Rodovia PY01 próximo às cidades de Yaguarón e Paraguarí. O fluxo de veículos é liberado apenas de forma intermitente, o que gera congestionamentos. As rotas alternativas são pelas estradas de Piribebuy e Pirayú.

Para segunda-feira (18), motoristas ligados à Federação dos Caminhoneiros do Paraguai prometem protestos em diferentes partes do país, como forma de pressionar a classe política em busca de uma solução. A elevação nos custos com o diesel compromete a renda dos trabalhadores, que reivindicam a atualização das tabelas de frete.

Gostou do texto? Contribua para ampliar o jornalismo em Foz do Iguaçu. ASSINE JÁ

Já escutou o último episódio do GUARÊ, o podcast do H2FOZ? OUÇA AGORA

É proibida a reprodução total ou parcial deste conteúdo sem prévia autorização do H2FOZ.

Guilherme Wojciechowski - H2FOZ

Guilherme Wojciechowski é repórter colaborador do H2FOZ. E-mail: [email protected] - Veja mais mais conteúdo do autor.