Federal em Foz vai às ruas contra grupo que atua no contrabando de mercadorias do Paraguai

Mercadorias de alto valor eram escondidas em fundo falso de veículos, diz PF - Foto: Divulgação

Nesta quinta-feira, policiais federais cumpriram quatro mandados de busca e apreensão expedidos pela Justiça, durante a Operação Manzana.

Mirando acusados de integrar grupo que atua no contrabando e descaminho de mercadorias do Paraguai, a Polícia Federal (PF) em Foz do Iguaçu cumpriu quatro ordens judiciais de busca e apreensão nesta quinta-feira, 2. Os mandados foram expedidos pelo juizado da 3ª Vara Federal no município.

A assessoria da PF relatou que a ação, considerada a “fase ostensiva da investigação”, reuniu 12 agentes da corporação policial. A apuração aponta pelo menos quatro episódios em que os suspeitos foram flagrados com mercadorias importadas de alto valor “sem o pagamento dos tributos devidos”, reportou o órgão.

A Polícia Federal afirma que, apenas na última ocorrência, apreendeu dezenas de aparelhos celulares da marca iPhone, estimados em R$ 360 mil. “Para passarem despercebidos pela aduana e fiscalizações nas estradas, o grupo criminoso escondia as mercadorias em fundos falsos”, informou a corporação, inclusive em estepe de veículos.

O material recolhido durante as buscas nesta quinta-feira passará por perícia e análise policial. “Os envolvidos deverão responder pelos crimes de descaminho e associação criminosa”, ressaltou a Polícia Federal em comunicado. Operação foi batizada de Manzana, que significa maçã na tradução do espanhol.

É proibida a reprodução total ou parcial deste conteúdo sem prévia autorização do H2FOZ.

Paulo Bogler - H2FOZ

Paulo Bogler é jornalista e repórter do H2FOZ. e-mail: [email protected] Veja mais mais conteúdo do autor.

-->