Lado paraguaio da fronteira declara emergência devido à violência

Decisão foi do governo regional do Alto Paraná; prefeito de Ciudad del Este convocou manifestação para segunda-feira (4).

Apoie! Siga-nos no Google News

O governo do departamento (estado) de Alto Paraná, cuja capital é Ciudad del Este, declarou estado de emergência, por período de 30 dias, devido à sequência de atos violentos como assaltos e latrocínios no lado paraguaio da fronteira.

Leia também:
Prefeito de Ciudad del Este convoca protesto contra a violência

A Resolução n.º 391/2024, assinada pelo governador Cesar “Landy” Torres, do Partido Colorado, estabelece, em seu artigo 1.º, “emergência departamental por período de 30 dias corridos, que poderá ser ampliada, se necessário, em razão da insegurança existente no departamento”.

Cópia digital da resolução
Cópia digital da resolução

Na justificativa, o governador cita que “desde o início do ano ocorreram vários atos delitivos com consequências nefastas ao patrimônio e à integridade física dos cidadãos, o que nos coloca em situação de inquietação e medo constante, que merece ser atendida imediatamente pelos organismos de segurança do Estado, no intuito de colocar ordem e restabelecer a paz”.

Torres lamenta também o fato de que muitos dos casos denunciados pela população terminam sem resposta por parte das forças policiais e do Poder Judiciário, cobrando mais atenção à segunda região mais populosa do Paraguai.

Datada de quinta-feira (29), a declaração de emergência surge um dia após a convocação feita pelo prefeito de Ciudad del Este, Miguel Prieto (Yo Creo), para uma manifestação em frente à sede regional da Polícia Nacional do Paraguai, marcada para segunda-feira (4).

Em paralelo, entidades empresariais da fronteira, como a Câmara de Comércio e Serviços de Ciudad del Este, seguem em conversações com as autoridades municipais, departamentais e nacionais, no intuito de intermediar medidas para reduzir a ocorrência de crimes contra o patrimônio e a vida no lado paraguaio da fronteira.

LEIA TAMBÉM

Comentários estão fechados.