Previsão é que em setembro turistas voltem a usar a Ponte Tancredo Neves, nos dois sentidos. Foto Marcos Labanca

Moradores de Puerto Iguazú poderão vir a Foz sem quota diária

O protocolo preparado pela província de Misiones já está com a presidência da Argentina. Previsão é que abra em setembro, gradualmente.

O protocolo da província de Misiones para reabertura da Ponte Tancredo Neves, entre Puerto Iguazú e Foz, já está nas mãos do governo nacional da Argentina.

Em reunião com empresários de Puerto Iguazú, o secretário de Turismo de Misiones, José María Arrúa, disse que a intenção é criar um corredor turístico. O protocolo não contempla o trânsito vicinal, como informou o portal El Independiente Iguazú.

“Mais que saiam, a ideia é que venham turistas para a Argentina e, naturalmente, para Misiones”, disse Arrúa.

Também participou da reunião o secretário de Saúde de Misiones, Oscar Alarcón, que apresentou os critérios básicos para a reabertura da fronteira.

Entre outros pontos, o protocolo define que, para entrar na Argentina, será obrigatório apresentar um passaporte sanitário, que documente ao menos uma dose de vacina contra a covid-19, junto com um documento de identidade.

Será obrigatório, ainda, um teste de coronavírus com menos de 48 horas. Quem não tiver, poderá fazer o exame num centro de saúde que está sendo instalado perto da aduana.

Quanto aos iguaçuenses e outros moradores próximos à fronteira, poderão entrar na Argentina se apresentarem comprovante de que têm uma reserva em restaurante de Puerto Iguazú. E só ficarão no país o tempo necessário para a ceia.

SEM DATA

Ainda não há definição da data para que a fronteira reabra, mas o ministro disse acreditar que isso vai ocorrer já em setembro. A abertura será “de forma paulatina e respeitando um sistema de quotas”, como noticia o portal El Territorio.

“Queremos que seja o mais rápido possível, mas também queremos que seja seguro e confiável. E, é claro, que não haja nenhuma variação na curva epidemiológica de Misiones”. como disse ao El Independiente Iguazú o secretário de Turismo.

A princípio, poderão passar a fronteira argentina 800 estrangeiros por dia. Será permitida também a entrada de mil argentinos, que hoje estão vivendo em outros países, porque estavam fora quando as fronteiras foram fechadas devido à pandemia.

OS VIZINHOS

Nestas quotas, não estão incluídos os moradores de Puerto Iguazú, que poderão atravessar a fronteira respeitando os protocolos sanitários.

Pra não ter que fazer novo exame no retorno, os vizinhos de Puerto Iguazú terão que voltar ao país dentro de 24 horas.

Também fora das quotas, estão os turistas argentinos que atravessarem a Ponte Tancredo Neves para visitar as Cataratas do Iguaçu, no lado brasileiro.

Haverá uma barreira sanitária na fronteira, com controles sobre quem entra e sai. O protocolo inclui brasileiros e argentinos que queiram fazer compras no Duty Free Shop.

Gostou do texto? Contribua para ampliar o jornalismo em Foz do Iguaçu. ASSINE JÁ

Claudio Dalla Benetta - H2FOZ

Cláudio Dalla Benetta é jornalista e repórter do H2FOZ. e-mail: [email protected] Veja mais mais conteúdo do autor.

Claudio Dalla Benetta - H2FOZ tem 991 posts e contando. Ver todos os posts de Claudio Dalla Benetta - H2FOZ

error: O conteúdo protegido !!! Este conteúdo e de exclusividade do H2FOZ.