Veja o andamento das obras de acesso à Ponte da Integração no Paraguai

Rodovias e estruturas do Corredor Metropolitano del Este serão entregues pelo governo paraguaio, por etapas, entre 2024 e 2025.

Apoie! Siga-nos no Google News

O ano de 2023 está chegando ao fim, sem que as obras de acesso à Ponte da Integração Brasil–Paraguai (oficialmente pronta desde agosto de 2023) estejam concluídas em Foz do Iguaçu e nas cidades do lado paraguaio da fronteira.

Leia também:
Acordo na Justiça destrava obras da Perimetral Leste em Foz do Iguaçu

Ponte da Integração: obra do novo porto seco avança no Paraguai
Veja como estão as obras da Bioceânica, “irmã” da Ponte da Integração

No Brasil, um acordo firmado, no início de dezembro, entre consórcio construtor, poder público e Justiça Federal, tem como objetivo destravar os trabalhos da rodovia Perimetral Leste, que estão em pouco mais de 25% (clique aqui para saber mais).

No Paraguai, balanço divulgado pelo Ministério de Obras Públicas e Comunicações (MOPC) indica que, dos seis lotes nos quais as obras foram distribuídas, o mais avançado (Lote Urbano) alcança 70% de execução.

Tal lote corresponde à construção das vias imediatas de acesso à ponte, no município de Presidente Franco, e à adequação de cerca de quatro quilômetros de avenidas que levam à nova passarela fronteiriça.

Sinalização na cabeceira paraguaia da Ponte da Integração. Foto: Gentileza/Presidência do Paraguai
Sinalização na cabeceira paraguaia da Ponte da Integração. Foto: Gentileza/Presidência do Paraguai

Já o anel viário que irá desviar o tráfego de cargas pesadas do perímetro urbano dos municípios de Presidente Franco, Ciudad del Este, Minga Guazú e Hernandarias, com mais de 30 quilômetros, apresenta entre 20% (Lote 1) e 40% (Lote 2) de cumprimento do cronograma.

O MOPC informa, ainda, que o pacote de obras que inclui os edifícios do Centro de Fronteira e do Terminal de Cargas da Administração Nacional de Navegação e Portos (ANNP), em Presidente Franco, está com 50% de progresso.

O lote em estágio mais embrionário é o da nova ponte sobre o Rio Monday, próximo à foz do afluente no Rio Paraná. O trabalho segue na etapa de finalização do projeto, devendo ser concluído apenas no segundo semestre de 2025.

Local de instalação da futura ponte, conforme imagem de satélite do serviço Google Maps.
Local de instalação da futura ponte sobre o Monday, conforme imagem de satélite do serviço Google Maps.

O investimento na cabeceira paraguaia, somando todos os lotes, supera os US$ 212 milhões (R$ 1 bilhão). O dinheiro foi obtido pelo governo do Paraguai com fontes internacionais, a título de empréstimo.

Ainda não há data prevista para a liberação da Ponte da Integração Brasil–Paraguai ao tráfego de veículos, com órgãos brasileiros defendendo que a abertura seja gradual e contemple, na primeira fase, somente caminhões vazios (em lastre).

LEIA TAMBÉM